sexta-feira, 19 de outubro de 2012

(Des)semelhante?


Tema proposto: aprendi com meus pais
Por Taffa
Parent's Day

Com minha mãe aprendi que o certo é lavar as mãos antes de cada refeição. Já meu pai avisou que “o que não mata, engorda” e disse que eu podia comer os salgadinhos sem precisar usar guardanapo.

Mamãe pediu pra eu trocar as roupas de cama uma vez por semana e as roupas do corpo, impreterivelmente, todo santo dia. Meu pai falou que enquanto as coisas não começassem a feder, ainda era possível usá-las mais uma vez.

Com minha mãe aprendi o sabor suave de um pudim feito num domingo de manhã. Meu pai me mostrou o gosto forte do queijo coalho frito na chapa de um vendedor do estádio de futebol.

Certa vez minha mãe brigou comigo por ter arranjado briga com um menino na escola. Meu pai também brigou comigo, mas somente pelo fato de ter apanhado do indivíduo naquela ocasião.

Minha mãe me deu aulas de comportamento e ensinou a não lamber o prato quando acabasse o almoço. Já meu pai falou que se eu não deixasse o prato limpinho, seria sinal de não ter gostado da refeição.

Enfim, meus pais sempre tiveram ensinamentos um tanto contraditórios, mas ambos concordaram em me dizer que o certo é sempre ser alguém honesto, leal e prudente. Que o adequado é analisar que mesmo quando várias pessoas optam por um caminho errado e mais fácil, eu devo seguir aquilo que considero, de fato, correto, sem cutucões ou fofocas que os outros façam de mim. Meus pais me ensinaram, com toda certeza, que o certo mesmo da vida é ser alguém do bem.

16 comentários:

  1. e ANINHA, pode vir aqui comentar e parar de falar que eu não posto.

    ResponderExcluir
  2. eu acho que se não houvesse esses ensinamentos "contraditórios" a gente seria muito "fechado" pro mundo.

    e criança que é criança tem que aprender as coisas certas e um pouquinho das erradas, sim.

    ResponderExcluir
  3. aninha deveria, inclusive, aparecer em TODOS os nossos posts, ne

    ResponderExcluir
  4. Ler um trem desses é bom demais!!!

    Helô

    ResponderExcluir
  5. Gente amei esse post...

    e muito real...

    Parabens

    ResponderExcluir
  6. adorei Taffalindo. Certeza que aprendeu ser demais do bem.

    ResponderExcluir
  7. Opa, a quase uma santa aqui é a Jéssica... amada e desaparecida.

    ResponderExcluir
  8. Sem parecer copiona, mas juro, minha ideia inicial era fazer algo parecido com isso, tanto que Aninha começou dizendo que a mãe mandava brincar e o pai queria comprometimento.
    Mas eu não soube explorar minha ideia. Tava de mau humor.

    ResponderExcluir
  9. Aninha mandou dizer que adorou o post do Taffa que que ela acha a barbinha dele a coisa mais linda do mundo. E que se casava com ele caso fosse mais velha e não houvesse Limão no pedaço.

    Enfim, Aninha acha Taffa um trenzim mais lindo desmundo!!

    ResponderExcluir
  10. Ai ai ai... concorrência dentro do guaraná não dou conta..

    ResponderExcluir

Sinta-se em casa. Sente-se conosco,tome um guaraná e comente o que você quiser e depois, aguente!!! hihihi