quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Para mim, para ty*

Passagens compradas
Por: Rosana Tibúrcio
 
só pegar as malas e ir... Bora??
De tudo que já vi na vida o mar é o que tem de mais lindo. O encontro do céu com o mar é outra coisa a parte, mais lindo que o mais lindo do mar.

Tive a sorte de viver, por mais de seis anos, numa cidade próxima a algumas cidades litorâneas do Espírito Santo. Nesse período vivi feliz andando naquelas praias olhando para beleza do mar por muitas e muitas vezes.

Aí vim novamente para Patos e voltei à praia poucas vezes; nenhuma delas foi como a que sonhei estar.

Eu amo livros e o cheiro que os livros novos têm. Ruelas e casinhas coloridas são de uma simplicidade que me emociona. Um verdadeiro cenário para milhões de fotos. Isso tudo, aliado ao mar só me dá vontade de ir ao lugar dos meus sonhos. Participar da Festa Literária Internacional de Paraty nem que seja para comprar um só livrinho... ahhh eu vou para lá. Assim espero!

Em 2015, praticamente de passagens compradas, Rafa, Marina, Laurinha e eu íamos à Paraty, mas algo deu erradão. Iremos ainda, nós quatro. 

Agora é assim: sempre quando me deito para pensar na vida fico olhando esse meu quadro, que sei lá de onde é a paisagem, e me vejo no mar de Paraty. Vamos?

Complementando, a pedidos, o post de quinta e listando mais quatro lugares que gostaria de ir.

Pra fora do país tenho muita vontade de Nova York e Veneza.

Na primeira, pasmem, ouvindo New York, New York bastantão de Sinatra a Cauby Peixoto. Acho aquelas ruas maravilhosas e apesar do terror de 11 de setembro tenho a impressão que andar naquela cidade deve ser encantador. Não quero táxi, carro, nada disso, quero andar a pé por lá.

Veneza pede um par, né? Então... caçar meu velhinho pra ir lá rapidim. As gôndolas? Só botar reparo mesmo, porque num quero andar nelas não. Muitas fotos e contemplação.

No Brasil eu vou de simplicidade. Quero ir para o sul de Minas Gerais com um pouso mais demorado na Bordinha. Tenho muita vontade de ir à São Lourenço e aí mato dois coelhos com uma cajadada só, minhas gentes, realizo um sonho de anos e vejo família do filhote, como da comidinha da mamãe Edna e ando na rua principal que tem uns banquinhos, ouvi dizer.

Prontinho, tô de passagens compradas pra Paraty, São Lourenço, Borda da Mata, Nova York e Veneza. Tá bão procês??? Vamos??


Uma linda quinta-feira pra todos vocês, meus amores, pois nas quintas há sempre algo diferente no ar e hoje há registro de um sonho.

*não resisti à breguice desse ty hihihi

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Cofres ativados

Tema: Passagens compradas
Por: Nina Reis




Desde que me entendo por gente, tenho o sonho de conhecer Curitiba. Quero indicações de bons hotéis, bons restaurantes e lindos pontos turísticos. Pode ser viagem de um final de semana, o tempo é o de menos, quero apenas realizar esse sonho de menina.

Chegará o dia em que as passagens estarão compradas, poltronas escolhidas, pousada reservada e nós quatro aproveitaremos no mínimo uma semana em Paraty. O tempo pode ser maior, porém menos que uma semana não valerá a pena, levando em consideração que estaremos realizando o sonho da Rosaninha. Iremos mãe, logo logo iremos.

Escolherei uma época de friozinho, decidiremos todo roteiro e lá estarei novamente no Sul, dessa vez com o namorado, visitando Gramado e Canela. Quero conhecer as cafeterias, experimentar diversos chocolates e fazer um passeio pra lá de romântico.  

Perguntei pra ele ontem (o namorado), onde ele me levaria (em uma viagem), ele disse Havaí, borá pra lá então? Mas dessa vez nada de frio, borá tirar todos os agasalhos da mala e comprar roupas de banho com lindas estampas, shorts, bermudas, chinelos e muito muito protetor solar.

Alguém deve estar perguntando se não penso em sair do Brasil, penso, penso sim. Alguém embarca comigo para o Japão? Vontade demais de conhecer aquele cantinho, encontrar pessoas com olhinhos mais puxadinhos que os meus e desfrutar de toda tecnologia que esse “universo” oferece.

Pronto!


Cofres ativados.
Hora de juntar todas as moedas e quem sabe o ano de 2017 será o começo de tudo isso.

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

É pra lá que eu vou*

Tema: Passagens compradas
Por Laura Reis



O primeiro destino dessa viagem (de aparentemente vários meses – acompanhe a seguir) é a nossa querida e nacional Paraty. Afinal, sonho da minha mãe, é meu sonho também, né mores? E vamos combinar, essa viagem tem tudo pra ser família, pra ser Guaraná com Canudinho. Além de visitar umas praias e bem lindas, a gente vai se irritar um pouco com as tais ruas complicadas de andar, mas tudo pela alegria da lembrança do check-in alcançado, do ar fresco, das histórias.

Depois, vou dar um pulo com os migos em Fernando de Noronha, porque, vamos combinar, né? Parece que qualquer registro que se faça nesse lugar, fica mais lindo do que “na vida real” e nós merecemos esses registros de sol se pondo, sol nascendo, água do mar vindo, água do mar indo.

Para terminar o passeio nacional e para começar a me derreter só de pensar, é em Gramado que passarei uns dias românticos em parques temáticos, com chocolates e flores flutuando e todo aquele clima de amor, pra me preparar para a próxima viagem. Ai que lindeza. Seria um sonho? Aparentemente sim.

E o próximo passeio é o nosso amado e batido tour europeu. Eu sei lá você, mas me parece impossível (para aquelas pessoas que nunca o fizeram) alguém não ter um mínimo de curiosidade, gente.. Ou apenas vontade louca de tirar aquelas fotos topíssimas com a torre Eiffel, a nossa miga pirâmide do Louvre ou a Pisa, sei lá, passear ali perto do Big Ben ou mergulhar no mundo de Gaudí em Barcelona, ah... não é possível que alguém não queira. Eu quero.

Para finalizar esse ano inteiro de viagens, eu iria correndo pra Califórnia. É só ver alguma das minhas amigas (blogueiras, ricas, lindas e famosas) descendo ali que eu já me tremo toda de vontade de fazer parte daqueles registros lindos de Los Angeles, São Francisco, Santa Monica. Imagina correr (não imagina, porque eu mesma não corro) por aquelas praias, perto daqueles corredores de coqueiros ou por aqueles parques fofos, com aquele céu azul de fundo, nossa nossa. Sem contar que temos nosso melhor filme mais amado do mundo cuja tradução é apenas “As Patricinhas de Beverly Hills” na minha lista Top-1-filme-que-sempre-amei. Ele apenas previa o futuro meu e das migas. Vem gente!


E claro, né? Como boa taurina que sou, não quero perrengue em nenhum desses destinos, por favor. Que em cada um, haja uma acomodação à minha altura e restaurantes incríveis para que eu descubra como é aplicar o pecado da gula e da preguiça em outras terras que não as minhas (porque, sim, sou cheia de posses. E vontades.).


Ps.: conhece algum desses destinos e tem provas para me dizer que tô um pouco louca? Aguardo notícias.
Ps2.: falei alguma bobagem geográfica? Me perdoe (e me conte o que foi, por favor).
Ps3.: se interessou por alguma viagem? Me manda um scrap.


*hahahahahahahahah nunca mais vou parar de rir

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Meio a meio

Tema livre
Por: Rosana Tibúrcio
 
arrumei motivo pra postar essa foto que adoro
.A sensação de cabelos lavados na volta do dia é algo muito maravilhoso.

.Coisa que trava é treva: micro, celular, trânsito, gente.

.Adoro virar o travesseiro no meio da noite pra encostar o rosto no lado friinho.

.Não gosto de quem não gosta de quem tem manias.

.Amo gente que tem manias.

.Pavor de ler ou ouvir particípio errado; sinto arrepios com tinha chego, tinha trago et cetera e tal

.Comer um pedacim de cada coisinha do prato na última garfada é a glória.

.Pegar na mão de alguém de quem não sei hábitos de higiene me dá nojinho.

.Nada melhor do que ouvir casos de família sem ser de brigas... ou até, dependendo.

.Tenho instintos assassinos com quem conversa apertando meu braço.


Uma linda quinta-feira pra vocês, minhas gentes, pois nas quintas há sempre algo diferente no ar e hoje há equilíbrio: um trem mais ou menos; um trem bão pra compensar.


quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Vamos falar de hoje

Tema: Livre
Por: Nina Reis





Quarta-feira excelente é aquela que você tem consulta com o melhor oftalmo do mundo.
Tem conversa boa, risadas e almoço delícia com o namorado.
Tem surpresa de chocolate da paciente, ex-vizinha e amiga Érika.
Tem duas horinhas de descanso e depois uma correria gostosa no trabalho. Aquela correria sem pausa para lanchar, esticar as pernas e nem sequer ler mensagens no whatsapp. Aquela correria que chega ao final do dia, você está com o corpo destruído, mas uma felicidade enorme de dever cumprido.
Quarta-feira excelente é aquela, aliás, é essa, que no final do final do dia, você está aqui terminando seu post, que provavelmente não terá nem muito nexo, nem pouco rsrs, mas a felicidade enorme continua aqui, de dever cumprimo e uma quarta pra lá de especial.


terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Menininha do meu coração *

Tema: Livre
Por Rafael Freitas


Quando criança, queria muito ter uma irmã. E que se chamasse Aline.

Mas minha mãe voltou da maternidade com mais um moleque. Ela conta que quando chegou em casa, não acreditei que era um menino e pedi a ela que desembrulhasse as fraldas do bebê para que eu conferisse. E que fiquei bravo, sem falar com ela por alguns dias por não ter me dado uma Aline, mas um Hugo.

Hugo Luiz, o caçula, vai ser papai por esses dias. Anda mais ansioso que a esposa e jura que não vai passar nem na porta do hospital no dia do parto.

Quando ele me ligou para dar a notícia da gravidez, acordei assustado: passávamos por dias difíceis com a perda recente do nosso irmão mais velho. Era quase uma hora, ele havia chegado do trabalho havia pouco e minha cunhada o esperava para dar a notícia. E assim fui o primeiro a saber: uma alegria que precisava ser dividida, urgente.

Como se não bastasse a alegria de ser tio, me escolheram para ser o padrinho. Mesmo conscientes daquele ditado popular que diz que afilhados ou afilhadas puxam para seus padrinhos e madrinhas. E olha que minha fama na família não é das melhores. risos

E como se não bastasse a alegria de ser tio e padrinho, vem chegando aí uma menina: a Sarah.

As paredes do quarto já foram pintadas; fizemos almofadas floridas, ursinhos e enfeites com seu nome e seu lindo significado: princesa. Agora é só esperar para sentir seus dedinhos apertando o meu indicador e a vontade de morder seus pezinhos.

Dizem as más línguas que vou emperiquitar demais a menina, de tantos mimos e enfeites. Talvez. Só posso garantir que amor não vai faltar.


* Da música Valsa para uma menininha, de Vinícius de Moraes e Toquinho.