terça-feira, 30 de junho de 2009

Enquanto isso, no arraiá...

Eu gosto de Junho. É um mês simpático.
Santos. Festas. Simpatias. Fé. Casamento. Broa de pau-a-pique. Bolo de fubá. Biscoito. Canjicada. Vinho quente e quentão. Quadrilhas. Sanfona. Bandeirinhas. Cores. Pula a fogueira! Babados. Xadrezes. Chita. Sardas e bigodes feitos a lápis. Tranças. Chapéus.
E um frio que convida e inspira.

Embora sempre tenha gostado de festas juninas, participava pouco quando criança. Meus pais não me deixavam dançar quadrilha, acredito que para evitar gastos com roupas e afins.
Mas lembro que gostava de brincar na barraca da pescaria, mesmo poucas vezes e sem ganhar um bom prêmio. Só pelo prazer, pela ansiedade e vontade de ganhar um daqueles embrulhos maiores ou cartuchos cheios de doces.

Hoje, marmanjo, se recebo algum convite para uma festa junina, não hesito! E me apresento a caráter: calça com remendo, camisa xadrez e bigode de lápis (embora barbudo, a graça é o bigode rabiscado!).

Minha única frustração é a barraca de Correio Elegante.
Nunca recebi nenhum. Nem enviei.
Verdade é que esta frustração não teria sido velada não fosse um Correio Deselegante, digamos assim.

Lá se vão uns quatorze anos. Uma das garotas mais tímidas da classe, na época, me entregou um papel amassado, dizendo que alguém tinha mandado me entregar, e saiu apressada. Quem teria me enviado aquele bilhetinho?
Abri, li ansioso: Se minha vida fosse um filme, você seria um dos efeitos especiais!
Aquilo era a glória! Eu me senti uma obra do Spielberg! Era felicidade demais para um garoto sem grandes pretensões, orelhudo e feinho. Não podia ser verdade!

E não era.
Ali, toscamente adaptado, enxertado, estava um “D” rindo da minha cara. Com atenção, lia-se: Se minha vida fosse um filme, você seria um dos defeitos especiais!
Eu continuava me sentindo uma obra do Spilberg, mas saído do Jurassic Park, talvez...

Não me lembro se fui embora, se fiquei, se senti vergonha ou vontade de chorar.
Mas lembro que não entendi, como ainda não entendo, se [há] haveria um motivo. Pra que a sacanagem? Pra que brincar assim com os sentimentos alheios? Não avaliaram quantos anos de terapia esse garoto teria de fazer para sarar sua autoestima?

Bom... Ainda não foi necessário buscar terapia. Nem regressão, nem florais. Não para este caso.
Passou.
Continuo gostando de festas juninas, quadrilhas e delícias típicas.
E mesmo nem tão romântico assim, continuo esperando um Correio Elegante.
Divertido, criativo, inteligente.
E muito elegante.

Rafa

domingo, 28 de junho de 2009

LUTO

Por Laura
Michael Jackson morreu e só agora descobri que gosto dele.



Outros motivos:
A Paulinha não vem em julho. [!?!?!?]
Perdi o topo de Dona-do-post-com-maior-número-de-comentários.
Esqueci a criatividade para posts de Tema Livre no Guaraná em alguma esquina.
.
.
Beijosmeadiciona,tômoderna!
.
.

sábado, 27 de junho de 2009

Hocus Pocus!

Bruxaria. Feitiçaria. Ritualística.
Ganharia dinheiro com mágica.
Seria tão prático tirar dinheiro [aos montes] dos bolsos sempre que eu precisasse.

Sem grana para ir ao cinema ou comprar aquele livro?
[Mão na carteira e ‘Shazan’! Eis que surge um cartão de crédito ilimitado]
Quebrado para dar O Presente para A Pessoa?
[‘Abracadabra’ e o Porsche GT se materializa na garagem do indivíduo]
Estressado por causa do trabalho e louco para se livrar de tudo isso em dois tempos?
[‘Parangaricotirimirruaro’ e você acaba de ganhar na Mega-sena, tendo em vista que sequer apostou]

Seria simples. E eu juro que faria bom uso dos meus dotes místicos.
Eu seria um bom samaritano.
Um ateu santificado padroeiro da Igreja Universal.
Um puritano Copperfield.
[Amém!]

Perdeu a vida na jogatina apostando a alma com o diabo?
Seu cachorro morreu atropelado pela amante antes da mesma derrapar e cair da ponte com sua Lamborghini?
Quer ganhar aquela promoção no escritório de contabilidade e não sabe sequer usar o Microsoft Office Excel?

Oi! Simples assim!
Deposite a quantia ínfima de sento-i-síncuenta miliõens de rúpias afeganes na minha conta em Dubai e seu desejo será realizado, via e-mail ou bluetooth. Pode escolher.
Gênio do Alladin moderno.

Tão olhando o quê, boquiabertos?
Só estou juntando meu pé de meia, oras.
Eu não vou durar pra sempre.

Ah sim, mil desculpas, havia me esquecido... Eu posso tirar a Pedra Filosofal do bolso também.
E fazer o tão bem falado Elixir da Vida Eterna.
Isso me traria a cura de todas as doenças e prolongaria minha vida indefinidamente.
Mas isso já é outra história...

E por favor, que o Silvio Santos não leia este Post.
Eu simplesmente odeio pessoas capitalistas.
Eu não saberia lidar com isso.

Taffa

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Eu arraso e ganho pra isso...

Por Rosana Tibúrcio
Tema proposto: gostaria de ganhar dinheiro com...

imagem

Sempre gostei de trabalhar, amo e amei quase tudo que fazia e faço. E sempre fui boUUa de serviço (e humilde). Desde encerar sapatos das colegas no internato até agora, quando oriento os desorientados da vida.
Apenas não gosto de ser vendedora (e vendo ou tento vender meus livros personalizados e minhas gravuras com significado de nome). Eu penso que o vendedor tem que ter um lance de “dom artístico” e, muitas vezes, empurrar pro outro algo que nem considera muito bom. Eu sou “sincera” demais pra vender. Os livros que menos gosto são os que eu tenho, em maior número, no meu estoque.

.
Mas bom, deixando a realidade de lado e passando pro campo das divagações e vontades eu gostaria muito de ganhar dinheiro com algo bem interessante.
Eu teria um ponto comercial cultural diferenciado (com vendedores capacitados e eu só de dona e administradora dos bens e vontades).
Nessa casa de cultura personalizada eu trabalharia com livros, CDs, DVDs e outros objetos. Lá haveria algumas técnicas a serem usadas nos produtos oferecidos aos clientes: uma máquina que pudesse gravar qualquer texto ou nome; uma etiqueta bacana; um cartão ou adesivo belíssimo; algo que acompanhasse os presentes de forma personalizada, diferenciada.
Além dos livros, CDs e DVDs eu venderia diversos e inúmeros acessórios (de preferência artesanal, mas não necessariamente) como: copos, canecas, porta-retratos, caixas, tudo que pudesse ser exclusivo para quem comprasse.
E não parava por aí, nesta minha “morada cultural personalizada”; eu promoveria, semanalmente, um sarau (literário, musical ou teatral). Tudo muito bem organizado pelos meus funcionários que, além de serem extremamente competentes, teriam uma diversidade cultural e econômica que enriqueceria meu espaço comercial e minha vida.
Explico: neste meu “ponto comercial” eu promoveria a inclusão social. Percebem que pra eu ganhar dinheiro com esse meu “sonho” eu precisaria de dinheiro? Vacilei até aqui? Não importa, isso é só um post... hehe
.
Agora, eu também tenho vontade de ganhar dinheiro com algo menos nobre, como cito a seguir
(talvez isso seja até mais sério que a vontade anterior – analisem).
- contando piada e exigindo aplausos e risos.
- dando pitaco na vida alheia; alguns pitacos com estilo humor negro, outros de sacanagem mesmo. Afinal, quer melhor que decidir a vida do outro? (Exemplos: "termine com fulano"; "dê pra sicrano"; "venda a sua casa e mude pra um sítio"; "compre uma bicicleta"; "case"; "descase"; "coloque silicone"; "traia"; "dê uma surra na amante do marido"; "faça salgadinho pra vender"; "fique nua na rua e grite: eu sou muito gostosa"; "finja, se você for homem, no primeiro encontro, que é um cara elegante por uma hora, a partir da segunda experimente palitar os dentes, coçar o saco e soltar um pum, se a mocinha continuar sorrindo, nunca mais a procure: ou ela te capa numa noite de sono mais profundo ou deixa o absorvente sujo no lixo do banheiro sem passar um papelzinho básico" [eca...]...).
- fazendo comentários imbecis nos blogs da vida.
- observando pessoas e analisando a vida sexual de todas elas (porque sei que isso aqui vai terminar em sexo... hahahaha)...
- Na verdade, se eu pudesse, ganharia a vida vivendo na gandaia e sendo "livre, leve e solta". Que melhor?
.
É isso!!
.
Uma linda quinta-feira pra todos vocês, porque nas quintas, cês já sabem, né? Há algo diferente no ar e hoje há uma loucura por aqui, uma vontade de soltar a franga e dizer: “eu nasci pra arrasar, faço tudo muito perfeitinho e até ganho pra isso, iurúúúúú!!!”´

.

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Seria bom demais pra ser verdade


Sim sim sim
Gostaria de ganhar dinheiro, SORRINDO.
.
Seria muito bom se fosse assim:
um sorriso = R$100,00 na conta bancária.
Com certeza isso me faria muito mais feliz. Provavelmente seria a mulher mais feliz do mundo.
Na verdade sou, só não mais, porque os R$100,00 definitivamente não caem na minha conta.

Por Nina Reis

terça-feira, 23 de junho de 2009

Gostaria de ganhar dinheiro fazendo...

ARTE!

Música, teatro, cinema, dança.
Literatura, poesia, artes plásticas.
Fugiria com um circo.
Teria uma companhia de teatro mambembe.

Exatamente o que farei hoje, enquanto meu texto fica aqui bombando nos comentários (!): tenho duas apresentações do Le Bizarre, um grupo de música antiga (renascentista e medieval), negra e contemporânea de que participo.

O Le Bizarre faz a alma da gente sair do lugar, de tanta beleza e excentricidade. Quem poderia imaginar que existem registros de canções de mais de quinhentos anos?
Mescladas às músicas, intervenções cênicas e poemas pontuam a apresentação com uma dose exagerada de emoção.

Queria tê-los comigo nessas apresentações de hoje.
Sei que vocês me admirariam e apoiariam!
rs

Abraços bizarrianos.

Rafa

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Gostaria de ganhar dinheiro fazendo..

o mesmo que faço para perder calorias.

Adendo:

Top 5 - Gostaria de ganhar dinheiro
1- compondo músicas [mas ainda não descobri esse meu dom].
2- escrevendo minhas Bobagens Importantes.
3- com meus comentários nas fotos alheias do Orkut [eu sou muito engraçada, diz ai!]
4- cada vez que eu lembrasse que esqueço alguma coisa.
5- sonhando [enquanto isso eu perco minhas calorias!]

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Os dez maiores casos de amor da história

Por Paulinha Miranda
A Bela e a Fera.
Isabela, Bebela para os íntimos, era uma garotinha fútil, que gostava de viver em salões de beleza e só gostava de sair com pitboys. Um dia descobriu que eles tomavam bomba e não tinha tanto poder assim. Achou uma fera que deu umas pegas fortes, mas ficou com vergonha de assumir o carinha feioso e pobre para a sociedade. No final ele a ensinou a dançar e se casaram. Enfim romântica essa historinha.

Rett Butler Scarlett O'Hara - E O vento levou
Um romance caipira bem ao estilo do interior. Um pobretão aventureiro chega em uma cidade e se apaixona pela filha do fazendeiro local. Eles vivem se bicando, se estranhando, trocando ofensas, mas no fundo sentem uma imensa atração. Resumindo não ficam juntos porque vagaba é sempre vagaba.

A dama e o vagabundo.
A dama era riquinha, bobinha e mimadinha. Foi abandonada por sua dona e resolveu procurar um amor rebelde nas ruas. Mas como isso é cinema, ela consegue pegar uma pessoa boa ainda no estranho mundo dos becos e guetos.

Romeu e Julieta
Sem dúvida a maior história de amor de todos os tempos. Eu acho que tio Shakspeare tomou ácido e resolveu escrever essa baboseira. Julieta era uma tonta, se apaixonou pela única pessoa que ela não podia. Ainda ficou bancando a heroína. Meio vibe homem-aranha, batman, super-homem. Depois combinou de fugir, e perder toda a fortuna e posição social. Tomou veneno, se escondeu em túmulos. Ela era emo. Não iriam ficar casados muito tempo.

Emmeline e Richard - A lagoa azul
Isso que eu chamo de ter opções de parceiros. Só tinha os dois na ilha. Ele não podia reclamar da comida dela, nem que ela tinha engordado e nem olhar para outras peruas. Definitivamente falta de opção total. Isso que eu chamo de amor repressor.

Christian e Satine – Moulin Rouge
Esse sim é um romance do babado. Ela uma prostituta que sabe tudo da vida. Ele um bobinho filho de papai. Mas sabia fazer as coisas direitinho. Muito vida real, nada de amor idealizado.

Vivian Ward e Edward Lewis – Uma linda mulher
A história até começa bem, ela saindo com ele sem se envolver, sem beijo na boca e essas tolices. Mas, depois tudo complica, porque ele acha que ela tem que ser Cinderela. Isso acaba com o relacionamento das pessoas.

Rose DeWitt Bukater e Jack Dawson - Titanic
Gosto de amores bombásticos, paixões arrebatadoras, que leva a pessoa a cometer loucuras de amor. Pena que durou pouco, o navio afundou!

Sam Wheat e Molly Jensen - Ghost
Eu não gosto muito de casamentos que caem na rotina, e nem relações sobrenaturais, mais não deixa de ser um amor-eterno, além vida.

Paula Miranda e Edgar Carmo
Começaram bem. Super modernosos. Se amam e se odeiam. Vivem altos e baixos como qualquer relacionamento. São humanos, com problemas reais. Não são bobinhos nem melosos. Se estranham na maior parte das vezes. Querem ter um relacionamento que tenha um pitaco dos vários anteriores, mesmo a Paula negando isso de pé junto. Na verdade eles querem viver um dia de cada vez e construir algo juntos.

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Boa, muito boUUUa!!!

Por Rosana Tibúrcio
Tema da semana: livre

Bom, tema livre e tal. E eu com labirintite textual.
Resolvi voltar àquele babadinho da ordem alfabética pra esses dias de tema livre sem tema criativo. Assim como eu fiz com
arrumação.
Antes tenho que contar do esquema: cliquei aqui na letra B no dicionário do micro, fechei oszoi, corri o mouse, parei e: boa. Logo pensei: eu sou mesmo, muito boUUa! É cediço!!!
(tá, quase ridículo).
Mas não vou dizer de mim, pois sou humilde e tal (hahaha).
Quero dizer de uma das coisas boas que gosto nesta minha vida.

Quer coisa melhor “mais boa” que uma mesa farta? Sobretudo, uma mesa não só de alimentos e de café quiçá, mas uma mesa repleta de minhas gentes?? Incomparável!!!
Confesso que uma das coisas boas que a internet me permitiu foi isso: trazer pra cá, vez em quando, as minhas gentes.

E tô louca pra que julho chegue logo, seja aqui nesta casita da José de Alencar ou no apartamento novo de endereço incerto, ainda. O importante é que seja na “casa boa”. E este lar nosso aqui é um bom lugar, tem clima festivo e acolhedor e não há larápio algum que destruirá essa energia.
Aqui, na Rosana Tibúrcio, a energia é boa. E só é assim porque minhas filhas são o máximo e só convivo só com gente boa.
Em julho, Rafa, Paulinha, Jéssica e, quiçá Jôzinha, voltarão; Helô, e Flavíssima juraram vir.
Não importa se os dias de todos aqui não coincidirem, importa é que minhas gentes virão pra essa casa e aí a boUUazuda aqui terá como colocar à mesa tudo de melhor que eu e minhas filhas pudermos oferecer à boa gente que amo tanto.

.
Uma linda quinta-feira pra todos vocês, pois nas quintas há algo diferente no ar e hoje há um quê de embromação rEdícula mas que, com boa vontade, vocês poderão engolir de boa, pois afinal, eu sou muito boUUUUaaa!!!

.

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Uma garotinha pra lá de romântica


Sou a mocinha mais romântica que existe.
Adoro presentes, abraços, beijinhos e cartões, muitos cartõezinhos. Aqueles que você fica procurando horas e horas e quando menos espera coloca a mão no bolso da calça e descobre que lá tem um EU TE AMO. Sim, sinceramente é assim que eu gosto.
Mas confesso que nem me lembro como “se brinca” disso.
.
Esse é o quinto ano consecutivo que passo o "Dia dos Namorados" sozinha, aliás ano passado foi o quarto, porque esse ano, passei com as minhas amigas no pagode de sexta e foi maravilhoso. Inclusive passei com a minha marida (sim uma grande amiga – nos chamamos assim), antes de sairmos a presenteei com uma barra de chocolate meio amargo 50% cacau. Não poderia deixar passar em branco essa data, afinal de contas, ela sempre escuta minhas lamúrias, minhas piadinhas, minhas alegrias. Então nada melhor do que dividir com ela esse dia.
.
O meu namorado não foi pro pagode, estava em outro lugar, provavelmente com outro alguém, comemorando do jeito dele. Sem cartõezinhos surpresas, sem beijos inesperados, sem o romantismo que só eu sei lhe proporcionar.
Mas juro que esse ano não me fez falta a falta dele e sem sombra de dúvidas ele também não sentiu a minha, afinal ele nem sabe da minha existência AINDA.
.
Esse ano, no mais tardar ano que vem, darei um jeitinho de fazer com que ele saiba da minha existência e com uns passes de mágica ele me perceberá. Sendo assim, ano que vem não tem desculpas, quero passar o dia 12 de junho com ele.

Por Nina Reis

terça-feira, 16 de junho de 2009

Eu era um bêbado.

Você sabia que todas as civilizações conhecem a produção de álcool, sendo que no Egito e na Babilônia foram encontrados relatos de sua utilização datados de 6000 anos atrás?

Sabia que na religião islâmica as bebidas alcoólicas são estritamente proibidas?

Sabia que os índios brasileiros produziam o cauim, uma bebida alcoólica feita da mastigação de mandioca, ou suco de frutos, fervidos em recipiente de cerâmica?

Sabia que bebidas alcoólicas são consideradas a droga mais vendida no planeta e o alcoolismo, dela decorrente, é um sério problema de saúde pública mundial? Que o consumo num padrão considerado nocivo afeta as regiões responsáveis por habilidades como memória, aprendizado, autocontrole e principalmente a motivação?

Eu não sabia.
Claro que a gente sabe que é prejudicial, mas nem todo mundo sabe ou procura saber o que a bebedeira do sábado à noite causa.

O que sei é que é uma delícia beber um vinho com os amigos enquanto jogam conversa fora e riem. Sei que o álcool nos deixa mais corajosos pra tomar algumas atitudes. Nos torna mais sinceros, como na máxima “A bebida entra, a verdade sai”. Sei até que um copo com o drinque certo, na hora certa, é o ingrediente perfeito pra causar uma impressão de status e de alguém desencanado, livre.

E também sei que não não é nada bonito beber demasiado, andar trançando as pernas, ser sincero demais e ficar chato e inconveniente, subir na mesa, falar muito alto, passar mal até vomitar no banheiro que não é da sua casa (e bem pior que o banheiro de um bar é passar mal na casa de um amigo... rs), perder o melhor da festa e morrer de dor de cabeça. Sem falar na famosa "ressaca moral", claro.
Basta uma dose a mais pra tal elegância e imagem que se queria transmitir ir pelo ralo (literalmente... rs).

Só não entendo porque mesmo consciente de tudo o que serei enquanto bêbado, insisto nessa relação. Ainda mais porque "ele" não é um amigo muito confiável e tem um alto poder de persuasão.

Então, eu prometo: nunca mais vou beber!
E prometo sem cruzar os dedos, com a mesma convicção que faço essa promessa quando acordo de ressaca!


PS.:
Estas foram as reflexões que mais me ocuparam sobre o último Dia dos Namorados...

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Tenha paciência..

Por LauraReis


Semana passada eu burlei o Tema da semana que seria “Semana dos namorados" [podre, para não dizer que é.. gay. haha], não é mesmo minha gente? Então nessa eu decidi me redimir [?], pela obviedade [de ter passado em branco essa data especial] e também porque eu estava realmente muito empenhada em escrever algo relacionado ao dia dos namorados e tudo mais.
Estava empenhada ao menos na semana retrasada, enquanto batia um papo telefônico com minha amiguinha e discutíamos o fato de que todo mundo estava contente e com parzinho a nossa volta e como é incrível a nossa sintonia até mesmo no âmbito da felicidade em relacionamentos.
Empenhada também no sentido de que estava realmente grilada e poderia descontar tudo em linhas sofridas e essas coisas ne? Mas meio que na semana em si eu me esqueci do lance, inventei de colocar a droga do Music Shufle para aparecer aqui e... bye bye inspiração.

Levando em consideração as frustrações sentimentais, as paixões mal resolvidas [no caso, é a mesma coisa.. ¬¬ ] e os vinte dias dos namorados que eu passei sozinha nessa vida, dedico esse post a Nay, com quem dividi o pingente da Hering de dia dos namorados daí de cima.

hiuashiusahuaishaisuhsahsauisahiusahiashisauh

Mentira, não vai ter um post louco sobre nosso romance fictício, galera!!!
Vou somente citar um trecho de Caio Fernando Abreu que ela me mandou agorinha mesmo que diz respeito a tudo, se pensarmos bem, e que acho que traduz muita coisa que eu penso e até queria dizer, mas bom.. Caio já disse. Reflitam:

"Vai passar, tu sabes que vai passar. Talvez não amanhã, mas dentro de uma semana, um mês ou dois, quem sabe? O verão está aí, haverá sol quase todos os dias, e sempre resta essa coisa chamada 'impulso vital'. Pois esse impulso às vezes cruel, porque não permite que nenhuma dor insista por muito tempo, te empurrará quem sabe para o sol, para o mar, para uma nova estrada qualquer e, de repente, no meio de uma frase ou de um movimento te surpreenderás pensando algo assim como "estou contente outra vez". Ou simplesmente "continuo", porque já não temos mais idade para, dramaticamente, usarmos palavras grandiloqüentes como "sempre" ou "nunca". Ninguém sabe como, mas aos poucos fomos aprendendo sobre a continuidade da vida, das pessoas e das coisas. Já não tentamos o suicídio nem cometemos gestos tresloucados. Alguns, sim - nós, não. Contidamente, continuamos. E substituímos expressões fatais como "não resistirei" por outras mais mansas, como "sei que vai passar”.
Esse o nosso jeito de continuar, o mais eficiente e também o mais cômodo, porque não implica em decisões, apenas em paciência."


Beijospacientesamorososeamigos.

quinta-feira, 11 de junho de 2009

Minha trilha musical

Por Rosana Tibúrcio

Bom, eu tava pensando em retirar algumas perguntas nada a ver comigo, mas desisti. Afinal, deve haver dentro de mim várias Rosanas adormecidas (hehe momento brega).
Eu fiz o babadinho, mas repeti “os sorteios” porque eu jamais ouviria Pitty, Xuxa ou Raimundos. E tem essas coisas aqui.
Querem saber? A primeira música que saiu foi de Sandy e Junior: ignorei!!

1. Como você está se sentindo hoje? BENDITAS: ZÉLIA DUNCAN
“sem culpa nenhuma” (porra meu, na última frase tava a chave do mistério).

2. Você vai avançar na vida? PENA: O TEATRO MÁGICO
“Eu sinto que sei que sou um tanto bem maior” (eu sou mesmo muito boUUa).

3. Como os seus amigos te veem? VIRGEM: OSWALDO MONTENEGRO
“Ela deixava a cidade a abria suas pernas para o mar” (algo assim: sublime, minhas gentes).

4. Você vai se casar? BOM DIA: LOS HERMANOS
“Havia mil motivos para eu não estar naquele show” (De novo? Nem morta, fiaaaa).

5. Qual é a música tema do seu melhor amigo? CASO SÉRIO: RITA LEE
“Você e eu somos um caso sério” (Bem que o povo sempre desconfiou dessa minha amizade).

6. Qual é a história da sua vida? MARÉ: ADRIANA CALCANHOTO
“Mais uma vez vejo o mar voltar” (Então, eu sou muiiito apegada ao passado hehehehe).

7. Como foi o ensino médio? IMPOSSÍVEL: BIQUINI CAVADÃO
“Como é difícil viver carregando um cemitério na cabeça” (se pudesse matava a metade daqueles professores).

8. Como você pode seguir com a sua vida? CAPIM: ROBERTA CAMPOS
“o capim tá acabando moreno” (talvez dizendo coisas assim, sem nexo, como a letra dessa música fazfavô, ninguém merece!).

9. Qual é a melhor coisa sobre seus amigos? TRAVESSURAS: OSWALDO MONTENEGRO.
“Nossa geração não quer sonhar, pois que sonhe a que há de vir” (queremos mais é fazer).

10. O que tem programado para esse fim-de-semana? TV A CABO: ZECA BALEIRO
“Acabo de comprar uma TV a cabo, acabo de entrar pra solidão a cabo” (Na falta de meu DVD lá vem uma TV a cabo, minhas gentes... hehe).

11. Para descrever seus avós? SAIBA: ADRIANA CALCANCHOTO
“Saiba todo mundo foi neném” (Inté eles...)

12. Como está indo sua vida? DIZ QUE FUI POR AÍ: LUIZ MELODIA e SEU JORGE
“Em qualquer esquina eu paro, em qualquer botequim eu entro” (Num é beeeeem assim, minhas gentes, isso só pode ser intriga da oposição)

13. Que música vai tocar em seu funeral? QUASE SEM QUERER: ZÉLIA DUNCAN
“Só que agora é diferente, tô tão tranquilo e tão contente” (ri tanto, mas tanto, quando li esse trecho e me imaginei lá mortinha, contente e tranquila e o povo morrendo de chorar ao meu redor: adoUUUro).

14. Como o mundo te vê? MAIS: ALEXIA BOMTEMPO
“Não basta ganhar de um a zero, por que seu time sempre tem que golear?” (Porque sim, porque não me contento com pouco, porque eu sou MA-RA, porque eu não me caibo, porque eu sou muito boUUUa)

15. Você terá uma vida feliz? SEPARÔ: O TEATRO MÁGICO
“Separô o silêncio da dor me trazendo alegria” (autoexplicativo né?, ou querem que eu desenhe?).

16. O que seus amigos realmente pensam de você? ESPATÓDEA: NANDO REIS
“Não sei se o mundo é bom/ mas ele está melhor/ desde que você chegou/ e explicou/ o mundo pra mim” (confesso: quis sabotar essa música, mas como sei que meus amigos pensam que o mundo melhorou comigo, aí... é só deixar de ser humilde e tal...).

17. As pessoas te desejam secretamente? DE ESQUINA: CÁSSIA ELLER
“E essa noite, ai, meu Deus, eu vou comer” (puttz, essa música é rEdícula eu pulo a danada quando ouço Cássia; mas eu sei que sou gostosa...).

18. Como você pode se fazer feliz? MARTELO BIGORNA: LENINE
“Muito do que eu faço/ Não penso, me lanço sem compromisso.” (era só o que eu queria).

19. O que você deve fazer com a sua vida? EVAPORAR: RODRIGO AMARANTE
“Ahh deixa pra trás/ sais e minerais, evaporar!” (minha leitura de “sais e minerais”: coisas ruins e gente tosca).

20. Você terá filhos? ÚLTIMO ADEUS: LUIZA POSSI
“As mesmas palavras sutis sobre o mesmo papel” (ser mãe é padecer no paraíso – tá, achei a múica nada a ver com a perguntinha... ).

21. Você faria strip-tease com que música? ILUMINAR: NATIRUTS
“É preciso ter coragem e aprender a voar” (iurúúúénoisnu)

22. Se um homem numa van te oferecesse balas, o que você faria? FLOR DA IDADE: OSWALDO MONTENEGRO
“A gente faz hora, faz fila na vila do meio dia” (Fila pra ganhar balas?? hummm, eu furava).

23. O que sua mãe pensa de você? BOLA DIVIDIDA: ZECA BALEIRO
“Ela é uma morena sensacional, digna de um crime passional” (se eu fosse a minha mãe eu pensaria isso de mim... hehe).

24. Qual é o seu segredo mais negro e profundo? VOU TIRAR VOCÊ DESSE LUGAR: LOS HERMANOS
(Lá se foi meu nome e minha dignidade, é hoje que o povo descobre que já morei na zona)

25. Qual é a música tema do seu inimigo mortal? ALVO CERTO: ALEXIA BOMTEEMPO
“Parece que sempre cresce sentimento da espécie, quando você aparece” (é, realmente, se vejo o inimigo me sobe um “ímpio”).

26. Como é sua personalidade? JURA: NEGRA LI e WALTER ALFAIATE
(Jura que conto procês??? Mas é nunca!!!).

27. Que música será tocada em seu casamento? CANÇÃO NOTURNA: SKANK
“Minha sorte anunciada, misteriosamente a lua sobre nada” (bom, se eu me casasse novamente... tudo bem: valeu a canção).

28. Se você fosse se tornar ditador de uma pequena nação européia, você seria um bom ditador? DE NOITE NA CAMA: ERASMO CARLOS
(Prefiro não comentar...)

29. Quais são suas aspirações? MALUCOS: PATO FU
“Vamos juntos entrar em decomposição” (Mágêntê).

30. O que passa pela sua mente quando você acorda? SEXO: ZÉLIA DUNCAN
(hauhaushauhhaus chorei de rir, mas isso é só um joguinho, minhas gentes. Eu sou pudica)
...

Uma linda quinta-feira pra todos vocês, pois nas quintas há algo diferente no ar: hoje, além do feriado, há um convite a mais uma etapa da brincadeirinha musical semanal "inventada" pela Laurinha.

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Uma bagunça animada


1. Como você está se sentindo hoje?

Alvo Certo - Alexia Bontempo
["voa até onde der", hoje meu pouso foi no alvo certo] - momento curiosidade
.
2. Você vai avançar na vida?
100% você - Chiclete com Banana
[claro, afinal sou 100% eu, sou 100% você]
.
3. Como os seus amigos te veem?
Futuros Amantes - Chico Buarque
[ os amigos, tenho certeza] kkkkk
.
4. Você vai se casar?
Boa Sorte - Vanessa da Mata
[acho que não preciso dizer mais nada né?] só peço que desejem isso
.
5. Qual é a música tema do seu melhor amigo?
Samba do Approach - Zeca Baleiro
[ele realmente é tudo isso]
.
6. Qual é a história da sua vida?
Achou - Ceumar
[gente, essa realmente é a minha história - "como estou com muito amor pra dar, eu dou"]
.
7. Como foi o ensino médio?
Corpitcho - Maria Rita
["não adiantou nada fugir", concluí]
.
8. Como você pode seguir com a sua vida?
Eu sei - Papas da Lingua
[você quer mesmo saber? ... eu sei.]
.
9. Qual é a melhor coisa sobre seus amigos?
Num corpo só - Maria Rita
[que eles estão semper comigo, pra ver a madrugada e o sol que vem]
.
10. O que tem programado para esse fim de semana?
Lenha - Lenine
[lenha e fogueira, mesmo porque estamos em época de festa junina] ô trem bão
.
11. Para descrever seus avós?
Diz que fui por aí - Fernanda Takai
[só descreverei, depois que a saudade se afastar de mim] é melhor assim.
.
12. Como está indo sua vida?
Mais - Alexia Bontempo
[mais pra bem que pra mal. eu tenho jogo de cintura pra isso, ou pelo menos tento]
.
13. Que música vai tocar em seu funeral?
Pelas Tabelas - Roberta Sá
["quando vi todo mundo na rua de blusa amarela" todo mundo igualzin rsrsr aí foi essa mesma que tocou]
.
14. Como o mundo te vê?
Tá Perdoado - Maria Rita
[uma pessoa que perdoa, com um bom coração] rsrsrs
.
15. Você terá uma vida feliz?
Tristeza Pé No Chão - Zeca Baleiro
[nooossssaaa - espero que sim] pelo menos é o que desejo
.
16. O que seus amigos realmente pensam de você?
Ah, se eu vou - Roberta Sá
[ eles sabem que eu vou]
.
17. As pessoas te desejam secretamente?
Cria - Maria Rita
[até desejam ter filhos comigo]
.
18. Como você pode se fazer feliz?
Essa moça tá diferente - Roberta Sá
[não ficando pra trás ... às vezes é preciso até um pouco de disfarce]
.
19. O que você deve fazer com a sua vida?
Nuvem D´agua - Alexia Bontempo
[não deixar com que ela dê defeito] por favor, me enchem de carinhos e beijinhos em julho, ok?
.
20. Você terá filhos?
Um Tom - Cris Aflalo
["tanta coisa que cabe, tanta pode caber"] um filho, quem sabe
.
21. Você faria strip-tease com que música?
Trajetória - Maria Rita
[não faria não - essa seria para uma reflexão, uma D.R. talvez]
.
22. Se um homem numa van te oferecesse balas, o que você faria?
Tô Tranquilão - MC Sapão
[aceitaria sem problemas, "tô tranquilão, tô numa boa, vou curtir..."]
.
23. O que sua mãe pensa de você?
Cromologia - Alexia Bontempo
[acredito que muita coisa, mas mãe, dispenso a parte do arco-íris] rsrsrs
.
24. Qual é o seu segredo mais negro e profundo?
Falsa Baiana - Roberta Sá
[é saber deixar a moçada com água na boca] Ôba
.
25. Qual é a música tema do seu inimigo mortal?
Escuta - Luiza Possi
[tenho certeza que se ele me ouvir, pode até ser meu amigo]
.
26. Como é sua personalidade?
Ollhos nos olhos - Rosa Passos
[sinceridade acima de tudo, olhos nos olhos, melhor assim]
.
27. Que música será tocada em seu casamento?
Folhetim - Luiza Possi
["sou dessas mulheres que só dizem sim"] que ele acredite que seja só pra ele rsrsr
.
28. Se você fosse se tornar ditador de uma pequena nação européia, você seria um bom ditador?
Super Fantástico - Balão Mágico
[não seria boa, seria super]
.
29. Quais são suas aspirações?
Como um anjo - César Menotti e Fabiano
[sonhar, sonhar e sonhar]
.
30. O que passa pela sua mente quando você acorda?
Ainda bem - Vanessa da Mata
["sei lá"] tanta coisa
Gente, esse tal de tema livre, ainda existe????????????????
Por Nina Reis

terça-feira, 9 de junho de 2009

Ai, pode!

Seguindo a temática "Aleatoriamente musical" da Laura.
1. Como você está se sentindo hoje?
Salão de beleza – Zeca Baleiro
(Isso é intriga dos aliados da minha autoestima!)

2. Você vai avançar na vida?
Alô liberdade – Chicas
(Sou livre, logo avanço!)

3. Como os seus amigos te veem?
Tema de amor – Marisa Monte
(Minha música preferida da Marisa Monte. Deve ser um bom sinal. Ou eu sou inspirador. haha Sessão pretensão!)

4. Você vai se casar?
Burguesinha – Seu Jorge
(Com uma burguesinha? Definitivamente, NÃO! rs)

5. Qual é a música tema do seu melhor amigo?
Leãozinho – Alexia Bontempo
(Pros amigos de cabelos enrolados!)

6. Qual é a história da sua vida?
Vira lata de raça – Ney Matogrosso
(Eu sou só um bicho carente de carinho/uma criança problema no meio de um dilema/ou choro sozinho num canto na hora do espanto/ ou banco o palhaço e faço estardalhaço... Qualquer semelhança é mera coincidência!)

7. Como foi o ensino médio?
So nice – Bebel Gilberto
(Preferia se fosse a versão do Caê: Olha, é como o verão... rs)

8. Como você pode seguir com a sua vida?
Sou seu sabiá – Marisa Monte
(Cantando!)

9. Qual é a melhor coisa sobre seus amigos?
Homem com H – Ney Matogrosso
(Interpretação livre.)

10. O que tem programado para esse fim de semana?
Samba e amor – Bebel Gilberto
(Samba e amor pra matar a saudade na sexta e fantasias no sábado!)

11. Para descrever seus avós?
Mesmo que seja eu – Ney Matogrosso
(Filosofia é poesia, já dizia minha vó!)

12. Como está indo sua vida?
Bananeira – Bebel Gilberto
(Bananeira, sei não, a maneira de ver.)

13. Que música vai tocar em seu funeral?
Poema – Ney Matogrosso
(Música linda e que marca uma fase muito boa da minha vida. Mas eu preferia um velório mais animado... rs)

14. Como o mundo te vê?
O pedido – Roberta Sá
(Muito prestativo, claro!)

15. Você terá uma vida feliz?
Eu sou neguinha – Vanessa da Mata

(Vou ter que bancar o Michael Jackson ao contrário???)

16. O que seus amigos realmente pensam de você?
Leve – Chico Buarque
(Taí! Gostei!)

17. As pessoas te desejam secretamente?
Capitu – Adriana Defentti
(Eu lá tenho olhos de ressaca, olhos de cigana oblíqua e dissimulada?)

18. Como você pode se fazer feliz?
Ter que esperar – Chicas
(O tempo é que vai passar/ a gente só vai rodar/ na mesma ilusão de recomeçar... Paciência)

19. O que você deve fazer com a sua vida?
Homenagem ao malandro – Chico Buarque
(Farei em breve, aguardem! Preciso de um sapato preto e branco e daquele chapéu.)

20. Você terá filhos?
Um tom - Cris Aflalo
(Tanta coisa que cabe/ tanta pode caber/ canta e pode fazer cantar/ nova felicidade/ novo tudo de bom... Parece que sim!)

21. Você faria strip-tease com que música?
Namorar – Chicas
(Um streap com MPB da boa! Só não sei se combina com a minha fantasia de caubói.)

22. Se um homem numa van te oferecesse balas, o que você faria?
Deixa comigo - Mariana Baltar
(Dou pancada e acabo com a má-criação. Mamãe disse que não devo aceitar nada de estranhos!)

23. O que sua mãe pensa de você?
Quem tem a viola – Boca Livre
(E eu que nunca senti apoio de sua parte pra esse meu lado artístico...)

24. Qual é o seu segredo mais negro e profundo?
A bela e a fera – Chico Buarque
(Aaiinnn!!! Minha identidade secreta! haha)

25. Qual é a música tema do seu inimigo mortal?
Joãozinho – Vanessa da Mata
(Pistas pra descobrir quem é: moça que alisa o cabelo.)

26. Como é sua personalidade?
Tango do covil – Chico Buarque
(Cantor, tenor, quem sabe uma voz igual aos rouxinóis.)

27. Que música será tocada em seu casamento?
Era bom - Orquestra Imperial
(A perspectiva da relação. rs)

28. Se você fosse se tornar ditador de uma pequena nação européia, você seria um bom ditador?
Quase nada – Zeca Baleiro
(Nunca me dei bem com política mesmo... rs)

29. Quais são suas aspirações?
Bandeira – Zeca Baleiro

(Romance.)

30. O que passa pela sua mente quando você acorda?
Aiaiai – Vanessa da Mata
(É o frio... rs)

Esse fim foi meio fraquinho.

Tinha feito o teste antes, descompromissado.

Minha personalidade: A história de Lily Braun - Chico Buarque.

Minhas aspirações: Ereção - Orquestra Imperial.

O que penso quando acordo: Socorro - Cássia Eller.



Prefiro.

rs

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Aleatoriamente musical.

MUSIC SHUFLLE


Regras:
1. Ligue seu music player no aleatório.
2. Aperte avançar para cada pergunta.
3. Use o nome da música como resposta para a pergunta mesmo se não fizer sentido.
4. Com as respostas, dê seus próprios comentários de como isso se relaciona à pergunta.



1. Como você está se sentindo hoje?
Oito Anos – Adriana Calcanhoto
[retardada, dúvidas, criancices, até ligar pra mãe pra dizer ‘tô em tal lugar, quero comprar tal coisa, tenho o dinheiro, posso?’]

2. Você vai avançar na vida?
Desculpe o auê – Rita Lee e Marisa Monte
[‘eu não queria magoar você!’ = não]

3. Como os seus amigos te veem?
Borboleta - Marisa Monte
[pequenina, avoada, ‘ando no meio das flores procurando quem me queira’!]

4. Você vai se casar?
Deixa andar – Nô Stopa
[‘Meu coração percebeu nas armadilhas do viver
Que não quer cair assim’ = não]


5. Qual é a música tema do seu melhor amigo?
Perdidos – Alexia Bomtempo
[só se for na noite, mano]

6. Qual é a história da sua vida?
Vem pra cá – Papas da Língua
[‘e não se acostumar com a solidão, o medo de amar’ e o resto a gente finge que não tem, ok?]

7. Como foi o ensino médio?
Déjà vu – Pitty
[‘nenhuma doutrina me convence [...] nem mesmo o tédio me surpreende mais [...] eu sinto que eu tô viva[...]eu tô exatamente onde eu queria estar [...] mas já faz algum tempo...’]

8. Como você pode seguir com a sua vida?
Brand new start – Little Joy
[sempre com um novo começo, já dizia o poeta.]

9. Qual é a melhor coisa sobre seus amigos?
Beijo exagerado – Mutantes
[nada haver, brow, tipo esse haver aí de trás, saca? ‘eu desbundei!’]

10. O que tem programado para esse fim de semana?
Agoniza mas não morre – Nelson Sargento
[ahiushSIUASHIASU ashiuash shahahahah HAHAHAHAHAHAHHAHAAH
agora respiiiiiraa – há boatos de que alguém aqui vai tirar o siso hauisahiuahsiuashiusahiuashiuash]

11. Para descrever seus avós?
Berimbau Metalizado – Ivete Sangalo
[???????? realmente eles são uma interrogação para mim.]

12. Como está indo sua vida?
Café Com Pão - Davi Moraes
[‘tempo é tudo, tudo é tempo’, já dizia meu amor Davi Moraes..]

13. Que música vai tocar em seu funeral?
All Star – Cássia Eller
[estranho seria se ninguém se apaixonasse por mim...]

14. Como o mundo te vê?
Só sei amar assim – Zizi Possi
[será que meu blog vai ficar conhecido e vão lançar um livro tipo ‘sete passos para conquistar Laura’, depois um ‘Como dar um pé na bunda da Laura e ser inspiração para suas palavras’? acho que vou mudar minha forma de escrever... de pensar... talvez o endereço do blog, não sei.. ‘estou cansada de ouvir que eu só sei amar errado, estou cansada de me dividir... eu quero absurdos, quero amor sem fim!’]

15. Você terá uma vida feliz?
Hand me down – Matchbox20
[= não. Direta e reta.]

16. O que seus amigos realmente pensam de você?
Vida de cachorro - Mutantes
[‘até que a morte nos separe, meu amor!’, no mais.. prefiro não comentar..]

17. As pessoas te desejam secretamente?
I decide – Lindsay Lohan
[nervosinha! Acho que não, então... fikdik]

18. Como você pode se fazer feliz?
Saiba – Arnaldo Antunes
[‘e também eu e você’ ?]

19. O que você deve fazer com a sua vida?
Geraldo Vandré – Zeca Baleiro
[acho que é um filho com o Zeca chamando Geraldo..
por mim, tudo bem, eu topo!]

20. Você terá filhos?
Longe demais – Vanessa da Mata
[‘será que é cria da noite e eu não sei?.... será um desencontro e eu vou sozinha? Ele não dá um sentimento, será um jogo intenso que se anuncia? Ele ri e sabe o que faz. Te quis pra minha vida, todo tempo esperei, e a vida agora está em torno de você’ = sim, mãe solteira]

21. Você faria strip-tease com que música?
Tolices – Pato Fu
[depois de passada por um remix, quem sabe..]

22. Se um homem numa van te oferecesse balas, o que você faria?
De barcos e névoas – Oswaldo Montenegro
[barco = van, névoas = balas, se juntarmos o restante das letras d + e + e = 3 letrinhas todas bonitinhas, fáceis de dizer, logo SIM é a resposta do enigma ]

23. O que sua mãe pensa de você?
Erva Venenosa - Rita Lee
[OOOOOoooooooo que^^ÊÊÊÊÊ???????????????]

24. Qual é o seu segredo mais negro e profundo?
Lua de Cristal – Xuxa
[é eu gosto das músicas da Xuxa, sim... ‘me faz sonhar!’]

25. Qual é a música tema do seu inimigo mortal?
Não me deixe só – Vanessa da mata
[inimigos forever ande ever!!!]

26. Como é sua personalidade?
E.C.T. – Cássia Eller
[ÉticaCrítica&Talentosa!]

27. Que música será tocada em seu casamento?
Vestido estampado – Ana Carolina e Seu Jorge
[‘acabou, agora tá tudo acabado’, bom começo, tipo o vamos começar colocando um ponto final]

28. Se você fosse se tornar ditador de uma pequena nação européia, você seria um bom ditador?
Salamaleque – Osquestra Imperial
[tanto que criaria um novo dialeto, oh só!]

29. Quais são suas aspirações?
Tá bom – Los Hermanos
[realmente eu sou meio acomodada.. muito aliás.. talvez completamente seria a palavra mais adequada. ‘não há ninguém capaz de ser isso que você quer’]

30. O que passa pela sua mente quando você acorda?
Quem sabe – Los Hermanos
[de repente não é hoje que isso e isso e isso acontece, não é mesmo minha gente?!]


Ps.: é claro que eu tentei relacionar até o irrelacionável com uma resposta razoavelmente coerente. Não gosto de coisas sem sentido heh
beijomeliga e fikdik para postarem também. é muito divertido.

sábado, 6 de junho de 2009

Meu Quarto.


Quando eu era pequeno, aos 6, 7 anos, Papai do Céu, pra mim, era aquele cara que sempre aparecia nos quadros do programa dos Trapalhões. Cabelos brancos longos, barba branca, deitadão numa nuvem. Praticamente um Papai Noel flutuante, vestido de branco. Conversava com ele sem cerimônia. Era um papo franco, direto, como se conversasse com o melhor amigo da escola.

Com a adolescência, vieram os primeiros questionamentos. Sempre tive dificuldade em acreditar por acreditar. Precisava de bem mais que isso. E fui procurar. Procurei e não gostei de tudo o que encontrei. Me intrigou que tudo o que fosse lindo estivesse na ‘conta dele’ e tudo o que fosse errado e sombrio estivesse na minha. Como assim? Éramos tão amigos... Como isso foi acontecer?

O tempo passou, os estudos ampliaram a visão do mundo, mas algumas questões infantis continuam comigo. Nunca me dei bem com o Pai Nosso, nem com a Ave Maria. Sempre achei que repetíamos aquilo sem dar conta do que falávamos. Do mesmo jeito que cantamos “se o penhor dessa igualdade” ou “o lábaro que ostentas estrelado” no hino nacional. Falar por falar. Sem sentir. E oração pra mim, não é nem perto disso.

Aprendi o Santo Anjo não tem muito tempo. Nunca tinha escutado. Foi a Lú quem me ensinou numa viagem de carro. Hoje, além de estar na parede do meu quarto, virou uma espécie de código entre nós, sempre que queremos mandar uma energia positiva para o outro. Achei a oração do Santo Anjo diferente primeiro porque é curtinha. E segundo porque é a primeira oração que eu faço sentindo de verdade o que estou dizendo. Pra ser franco, eu mudei um pouco a oração. Acho que rola um tom de chantagem em “se a ti me confiou a piedade divina”, então eu pulo essa parte. Ficou ainda mais curta. Mas bem mais franca e direta. Sem cerimônia. Exatamente como era a minha conversa de infância.


Jack Bianchi

sexta-feira, 5 de junho de 2009

A luz não me favorece!!!

Eu juro que, pela primeira vez, eu não entendi o tema da semana!!!
Não tenho o que falar dessa foto. Dizem que uma imagem vale mais do que mil palavras.
Eu juro que eu gosto da cidade do Rafa! Eu falo aquelas coisas horríveis somente porque eu sou carente!!! E não tem coisa que eu odeie mais do que tirar foto. Vou me referir à foto como retrato, como diz minha bisa. Nada me favorece. Primeiro a luz maldita, depois os traços do rosto e, por último, a má qualidade do equipamento fotográfico e da pessoa que está tirando. Juro que essa foto foi depois de uma rara sessão à la revista Vougue, depois de zilhões de retratos, meia aparecendo, calça curta e muitas risadas.
Adorei muito tirar essa foto!!!

Esse post é dedicado a Rosana Tibúrcio!


Paulinha


(Adendo do Rafa: Ela não explicou o motivo da briga. Mas agora todos vão saber que eu não a deixei impune pela sua ausência nas sextas-feiras!)

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Sim aos sins

Por Rosana Tibúrcio (texto e foto)
Naquela tarde de domingo os irmãos tiveram permissão pra irem à Lagoa Grande que fica em frente à Rodoviária da Cidade onde moram.
Era longe o lugar. Mas mesmo assim eles se animaram, pegaram “o trocadinho” que o pai havia deixado antes de sair para um trabalho extra, em pleno domingo, e foram.
Não sem antes ouvir as recomendações da mãe zelosa: "não fiquem muito na “beiradinha” da Lagoa; não joguem coisas no chão, não aceitem balas de estranhos; não empurrem as pessoas... não... não... e não."
E tudo que os meninos queriam eram os sins que aquele lugar oferecia.
Sim ao pé carregadinho de manga; sim às pipocas e aos cachorros-quentes, sim aos peixinhos; sim aos pedalinhos e sim ao chafariz.
O chafariz. Daquele banco, onde eles resolveram ficar, dava pra ver o chafariz. E os meninos decidiram "brincar de chafariz". Já que os pedalinhos não seriam ligados naquele domingo, o melhor dos possíveis brinquedos que podiam, era o chafariz e seus jatos d’água.
Era hora de começar a brincadeira.
O menino apostava que um dos jatos vinha em sua direção; a menina dizia que ele iria mais à esquerda. E assim, passaram um bom tempo naquele acerta e erra, das possíveis direções tomadas pelos jatos. Eles acreditavam na decisão que davam para cada um deles. Decisão soberana, a propósito. E como unidos eles eram, nenhum saía vencido ou vencedor da melhor das brincadeiras. Numa combinação tácita esse joguinho dominical sempre dava empate e faziam dois meninos igualmente felizes.
E feliz também ficou aquela fotógrafa ao observar nos meninos uma alegria genuína, um prazer enorme pelos sins daquele dia.
E ela, por um bom tempo, deixou de lado os nãos que a vida teimava em insistir serem seus e optou pelo simples: pelo sim. Sim ao pé de manga; sim aos peixinhos; sim ao chafariz; sim às cores da natureza exuberante que conseguiu flagrar com sua máquina e olhar; sim aos meninos simples, felizes e sábios.
Sim, a uma belíssima e ensolarada tarde de domingo!!!
.
Uma linda quinta-feira pra todos vocês, pois nas quintas-feiras há algo diferente no ar e hoje, moçada, é dia de "três letrinhas, fáceis de dizer"; é dia de SIM.
.

quarta-feira, 3 de junho de 2009

A preferida


Nesse dia,
vivenciava um dos momentos mais felizes da minha vida.

Tamanha era minha liberdade,
que parecia que estava viajando pelo mundo todo.

Não deixava de ser,
afinal de contas, viajava no meu mundo, o que escolhi.

Nele,
encontrei lugares maravilhosos,
pessoas muitos especiais,
paisagens inesquecíveis.
Ainda bem,
que carregava a máquina da minha mãe
e nela pude registrar tudo de mais lindo.

Mas o maior registro guardo no meu coração. [adoro finais breguinhas]

Por  Nina Reis




terça-feira, 2 de junho de 2009

Quem dera eu fosse um fotógrafo.


Ele costumava fotografar coisas, além de seus amores.
Tratava objetos como obras de arte.

Procurava poesia em cada quina.
Atribuía valores às sombras.
Felicidade ao eternizar.

Numa tentativa de paz, fotografou o edredom estampado.
E todas as noites eram sonhos musicais.

segunda-feira, 1 de junho de 2009