quinta-feira, 20 de abril de 2017

Do 1929

Tema: sinto falta
Por: Rosana Tibúrcio

Dia 7 de nov. de 2016 vi meu ex no lugarzim onde deixava antes...
Sinto falta de dirigir, ir onde e quando quisesse e voltar na hora que me convinha. Levar filha pequena na escola ouvindo o programa de dois malucos. Levar filha de novo, na outra escola, e voltar com a outra filha, parar na Santa Cruz pra um sorvete de brigadeiro. Ir atrás de chocolate pra filha carente; de uma bola a mais pras crianças brincarem de muitas bolas no quintal, mesmo que isso me custasse uma multa indecente de uma guardinha mais indecente ainda. Sinto falta de sair do banco, pega meu carro e passar na Vesúvio ou na Elis Marina e trazer todas as quitandas requisitadas naquele dia. Sinto falta de, do nada, pegar o carro e buscar 555 fitas cassetes pra passar final de semana vendo filmes. Falta de esquecer o carro no trabalho porque vinha conversando com colega até chegar à rua de minha casa sem nem perceber. Sinto falta de dirigir sem destino, só pra pensar, resolver alguma pendenga subjetiva ou não, ao som das playlists de minhas fitas cassetes. Sinto falta de dirigir todos os carros que foram meus e de marido da época. Mas falta, falta mesmo, sinto de dirigir o carro que me sobrou na partilha, apenas porque eu era – e não sabia – sua legítima proprietária: o meu 1929.

Uma linda quinta-feira pra todos vocês, minhas gentes, pois nas quintas há sempre algo diferente no ar e hoje há falta boa, porque o ruim num faz falta, né? Hummmm que esperta eu sou com essa conclusão!!!  

5 comentários:

  1. Quanta lembrança boa .. saudades Kadet
    saudades bola de brigadeiro e quitandas

    ResponderExcluir
  2. Amava também as músicas das fitas cassetes

    ResponderExcluir
  3. Saudades de andar de carro com a sra!!!
    #saudadesdoquenãoexistiu

    ResponderExcluir

Sinta-se em casa. Sente-se conosco,tome um guaraná e comente o que você quiser e depois, aguente!!! hihihi