segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Laurinha poetinha.


Rosana pé de cana, seu bafo é um horror.
Mamãe, minha querida, não me bata, por favor.

Cheguei pra escrever umas linhas que podem não te alegrar
Mas peço, tenha compreensão, porque não sei o que postar.

Hoje é um dia importante, uma data bem feliz.
Te dei um abraço apertado e vou dar um beijo no nariz.

Comecei um texto bonito umas seis vezes.
E logo notei que não ia sair nada, talvez daqui doze meses.

Você quebrou meu caldeirão, fiquei muito grilada.
Só que não tem problema, já que comemos galinhada. [?]

Falando em galinhada ontem foi muito legal.
Fico muito feliz quando você se sente a tal.

Andando de um lado pro outro, conversando com todo mundo.
Faço cara feia às vezes, mas estou contente, no fundo.

Faço rimas muito bem, eu sei.
Do mesmo modo bom, como sempre te amei.

Posso às vezes ser chata, impaciente ou calada.
Mas acontece que eu sou assim, e não se pode fazer nada.

Mentira! Prometo sempre tentar melhorar.
O problema maior é que não sei como começar.

Talvez arrumando o quarto e te dizendo “te amo” todo dia.
Ou quem sabe só estudando e sendo uma boa fia [ahiuashiuash]

Mas aqui, agora é sério, cheguei pra lhe dizer:
Você é a melhor mãe do mundo e sem você não sei viver.

Sei que são frases batidas, clichês, como quiser.
Porém o que eu sinto aqui dentro enche mais de uma colher [?]

Um dia desses, quando estiver inspirada,
Prometo escrever algo mais bonitinho.
Mas por enquanto estou cansada
e encerro com esse versinho:

Mamãe, mamãezinha.
Parabéns da sua Laurinha.

Ps.: foto brega pra combinar com o restante.
LaurinhaReis.

20 comentários:

  1. “Talvez arrumando o quarto e te dizendo “te amo” todo dia.
    Ou quem sabe só estudando e sendo uma boa fia “

    Gente!
    Ela quer nos matar de rir!!!
    Porque diversão é indispensável nas comemorações e homenagens de aniversário, não é mesmo minha gente?

    ResponderExcluir
  2. O melhor é que ficou fofo demais!!!
    hehe

    Alguém me explica isso de quebrar o caldeirão???

    ResponderExcluir
  3. dãn rafa, lógico que eu explico, a parte do caldeirão eu não entendi muito bem, visto que eu não vi nenhum caldeirão na casa da Rosaninha, mas a parte da galinhada eu entendi..
    sabado comemoraram o niver da Rosaninah e nem chamaram a gente, senti super excluida, e o menu era galinhada com açafrão, provavelmente,
    a laurinha deve ta com fome

    chorei de rir desse post, criativo

    ResponderExcluir
  4. IRMÃÃÃ
    .. Não acredito .. a mamãe quebrou o caldeirão??? e a barata?
    não vou contar, pra deixar os meninos curiosos, mais um pouquinho.
    .
    Adorei as rimas .. ficou muito tosco .. heheheh ... .
    beijocas

    ResponderExcluir
  5. Rosana, a mãe da poetinha, a tal Laurinha17 de novembro de 2008 12:11

    Rindo muito, depois volto.
    Vou comer o resto da galinhada.
    Depois eu conto o babadinho do caldeirão procês.
    ADOUUUUUUREIIIIIII!!

    ResponderExcluir
  6. ai, tive que reler. Hilário!!!

    ResponderExcluir
  7. oi galera.
    vou explicar tudo, porque sou legal.

    tipo que quando estava indo dormir avistei uma baratinha [sou legal] no banheiro.
    na verdade, é mais dramático: fui levantar um papel e ouvi barulhos estranhos vindos debaixo dele e quando levantei era uma barata gigante. [sério]
    aí eu chamei a nay e a nina pra contar e saí de perto logo, porque fiquei meio que enjoada.

    então começou toda uma saga para matar a barata. marina e nayara ficaram muitos minutos observando-a passear pelo meu lindo quarto e tempos depois ela entrou no meu caldeirãozinho [esqueci o nome daquilo, depois fala aí marina], que serve para aromatizar o ambiente e é [era] de gesso.
    aí a marina teve a brilhante idéia de colocar o caldeirão, com a barata numa sacola e jogar fora.
    mas aí eu fiquei com dó e disse só pra gente por lá fora [a gente= marina]. tudo bem. no outro dia minha mãe ou qualquer outra pessoa matava a horrorosa e me devolvia o negocinho.
    eis que mamãe chega na sala do computador com os restos do meu caldeirão. ela não só abriu a sacola como jogou no chao depois. assim, como se fosse normal.
    tipo a marina podia ter jogado no dia anterior e pronto, mas não ... tivemos todo um cuidado que depois mamãe destruiu.
    mas beleza.
    era aniversário dela ne? fazer o que...

    se não tiverem entendido...
    ficam assim mesmo.
    cansei de digitar [e vocês de ler, capaz.]

    beijos, abraços.

    quando precisarem de uns versinhos podem me pedir, ok?
    jasiuhduihdsuidhsuisdh
    [ridículo]

    ResponderExcluir
  8. hahaha... qdo li sobre o caldeirão [no verso] eu imaginei um calderão enooorme, preto, de ferro e que a galinhada tinha sido preparada nele... rsrsrs
    Dai vem a explicação e nossa, naaaada a ver!! rsrs

    Mas Laura, você deveria se inscrever em concursos, nunca vi conseguir rimar um texto deste tamanho e com fatos reais (jurava que você estava inventando tudo aquilo)...

    Rosana, parabéns minha querida!!! O e-mail foi atrasado, mas é de coração!! =)

    Bjosss

    ResponderExcluir
  9. Ai, genteeee, foi sem querer isso de quebrar o caldeirãozinho. eu não tenho medo de barata (sou uma heroína), mas tmabém não morro de amores. Pensei assim: ela ficou a noite toda trancada numa sacola plástica, rodando um caldeirão, devia estar puta da vida, né não? ai eu desamarrei o saco, e virei de boca pra baixo. Ele tava no banco lá do quintal, gente, aquele banco comprido de alvenaria, lembram? No que virei a sacola caiu no chão com barata e tudo. Ela saiu tontinha, meio que vindo pro meu lado... eu irritada, rachei a bicha em 6 pedaços, mais ou menos... No que fui ver, o caldeirãozinho estava partido como a barata!!

    Onde eu estava quando as meninas corriam atrás da barata? Ou corriam da barata? Dormindo, pois criança deita cedo...
    hehe

    ResponderExcluir
  10. Haline, recebi o e-mail sim... adorei, achei lindo, diferente, e sincero. Fiquei feliz. Vou responder depois, pois estou correndinho que só. Trabalho pra entregar até à noite e inda falta porrada.
    Nem bunda eu tenho mais, de tanto que tô sentada aqui na cadeira.

    Beijosss

    ResponderExcluir
  11. os versinhos de Laurinha são tudo de bom. Acho que ela teve uma certa invejinha da Nina que adora uma rifa.

    Se eu não fosse uma mulher correta, honesta e de um homem só (até quando tive as filhas, moçada), diria que as duas eram filhas do Joaquim Fubá... rá rá rá

    ResponderExcluir
  12. preocupa tanto com o joaquim fubá, elas são netas do vovô zarico e sob rinhas do tio caio.

    ResponderExcluir
  13. Gente!
    Depois de saber a verdade sobre o caldeirãozinho, dá até vergonha de admitir que eu tinha imaginado o mesmo que a Haline: o caldeirão preto onde a galinhada foi feita.

    Eu só não entendia porque a Laurinha teria um desses..
    hahaah

    ResponderExcluir
  14. povo sem imaginação...
    mas sabe que foi melhor mesmo o caldeirãozinho ter morrido.. pensei comigo, ele foi casa de barata, nem que limpasse, desinfetasse, toda vez que vcs olhassem para ele, iriam ver a barata!!

    ResponderExcluir
  15. Paulinhaaaaaaaaa, eu concordo com você sobre isso desse caldeirão não mais prestar. Por mais que eu o lavasse, botasse álcool, de nada valeria.

    Mas sabem o porquê desse caldeirão? Coisa de bruxa... rôrôrô.

    ResponderExcluir
  16. Adorei a riminha da "fia"... haha

    Moçada, como vocês desconstruíram o Guaraná. Ontem era dia do Rafa... foi da Laurinha.
    Marininha postou no domingo.
    E hoje??? Tô ansiosa, volto mais tarde, cliente chega agora, às oito e essa não atrasa.
    Assim que ela sair, passo por aqui.
    beijossssssssss

    ADOUUUUUUUUROOOOO!!

    ResponderExcluir
  17. Essa foi a intenção, mainha!
    Misturar tudo aqui, que todo dia fosse uma surpresa!

    Aguarde fortes emoções!
    hahaha

    ResponderExcluir
  18. Quero fortes emoções... uhhhh!
    Volto à tarde, moçada...
    beijosssss

    Diga espelho meu, se existe alguém no Guaraná mais feliz que eu...

    ResponderExcluir
  19. uhuuullss ..
    adoro emoções.
    .
    beijocas pra todos.
    .
    tô correndo.

    ResponderExcluir

Sinta-se em casa. Sente-se conosco,tome um guaraná e comente o que você quiser e depois, aguente!!! hihihi