quinta-feira, 2 de junho de 2011

Miss ABNT*, vamos combinar

Tema: sobre minha profissão
Por: Rosana Tibúrcio
**
Sei que reclamo, às vezes, de minha profissão – aliás, eu sempre me pergunto se tenho profissão –, mas ó, na boa, tenho minhas razões pra reclamar. Quando o negativo vem, vem com tudo!!!

Porque, francamente, cliente preguiçoso, normalmente tem orientador incompetente e tenta fazer com que eu piore o meu jeito de trabalhar “pode ser de qualquer jeito”, dizem e aí eu meio que viro bicho e respondo: "meu bem, não consigo fazer mal feito. De qualquer jeito, faça você." E esse cliente preguiçoso que normalmente tem orientador oficial incompetente não quer dizer, necessariamente, que é ruim pra pagar no final das contas... rs, ou do trabalho. Agora, quando um cliente carrega essas três facetas eu quase cometo um crime.

Mas... ó, peraí, abre parênteses, cês sabem que tem mãns, mais e más??... (hahauahsa uma piada de quando eu era jovem, um dia se eu conseguir, eu conto)... maaaassss... na maior parte do tempo, eu sou de boa com minha profissão. Gosto bastante de conhecer pessoas tão distintas umas das outras e muitas delas, gente boa...

Mês passado, por exemplo, eu tive um cliente de Brasília, pra quem fiz um trabalho de formatação e revisão geral de uma dissertação de Contabilidade, que era uma piada. Falávamos ao telefone e o que a gente ria, não tava escrito. Sabe quando bate uma empatia? Adorei trabalhar pra ele. Correto pra pagar, um fofo!!

Há dois meses, mais ou menos encontrei outra cliente do Rio de Janeiro – que ainda é cliente, devo trabalhar pra ela depois do dia quinze de junho, que é uma graça também, além de generosa. Assim que ela me descobriu e, por e-mail, pontuei o quê eu poderia fazer no trabalho dela, em termos de pitacos, normatização e revisão, ela me respondeu, noutro e-mail, com a canção “avião sem asa...sou eu, assim sem você” e assim ocorreu em vários outros e-mails. Como ela é professora de música e eu formatei dissertação de música pra ela, era com as canções que ela me mandava pensamentos positivos e carinho. E outra, um dia inda saiu com essa: "Rosana, vou te pagar uma taxa de manutenção." hauahaushsa E pagou!!! rs Ela é um anjo.

Houve também um garoto daqui de Patos, mês de maio, muito ansioso, pensou que não conseguiria fazer nada, mas fez, é inteligente, atento, disposto e, no fim do projeto de Administração, fizemos um bom trabalho. Eu orientando, o orientador dele participando de forma muito bacana e ele extremamente gentil, dedicado, um bom menino.

Há, por agora, uma cliente que é um doce de pessoa. É pra ela que vou trabalhar o resto dessa semana e mais um pedaço da outra. Um doce e filha da mulher que faz os melhores salgados de Patos, a mãe dela abastecia os aniversários das meninas quando eram crianças e algumas reuniões de quando eu trabalhava no Banco. Essa cliente confia no meu trabalho, em mim e sem nenhuma linha revisada e formatada da monografia de Saúde Pública, me pagou metade do valor que eu cobrei.

Por conta de clientes como esses é que eu ainda permaneço nessa profissão, por conta de trabalhar com várias disciplinas, gente de todo lugar do país - mas todo lugar, mesmo - e, ainda, conhecer diversos temas é que acredito e afirmo que há nela coisas melhores do que piores. Claro que se fosse o contrário eu, provavelmente permaneceria também, porque é o que sei fazer, é o que temos pra hoje. Mas melhor que seja assim.

Não sei se vocês observaram, mas muito do que eu gosto e aprecio em cliente vem ligado à forma com que ele age em relação ao pagamento do meu trabalho. Cliente que paga direito, no tempo certo é cliente bom... se tem ainda, bom-humor, dedicação, disposição,  confiança... é pra matar a gente de feliz e fazer com que eu coloque em mim, sim, a faixa de Miss ABNT - que o filhote Rafa, quer me atribuir - com muita honra.

*Título sugerido por Rafa - esse meu lindo!!!
** a foto foi tirada no tempo em que minha sala do micro tinha aqueles tacos velhos e feios, mãns hoje, apesar dele tá lindo, eu tô sem tempo pra fotos atuais, cês me perdoam, né?  perdoa paixão... undererê, não, não, não, não, não... (hauahaushs eu SE divirto). 

Uma linda quinta-feira pra vocês, minhas gentes, pois nas quintas há algo diferente no ar e hoje há, além das normas, tabelas, sumários, ciência da pesquisa, a constatação de que em cada profissão escolhida ou vivida, tem algo positivo, é só garimpar.

30 comentários:

  1. Bom demais fazer o que se gosta.
    E deu pra perceber que cê gossssta!!!

    ResponderExcluir
  2. Eu acho o máximo!
    E quando a sra recebe aqueles super elogios então???

    ResponderExcluir
  3. Agora, se a sra fosse falar daqueles clientes que dão trabalho, hein?!

    Aí o título teria que ser ÍMPIO!
    rs

    ResponderExcluir
  4. a rosaninha é bouaaa

    ResponderExcluir
  5. um dia ela orientará minha dissertação e tese também. (L)

    ResponderExcluir
  6. Uau! Não sabia da sua profissão não, Rosaninha! Coincidências não existem. Primeira coisa que seu post me fez lembrar dos pedaços da minha monografia que jazem em algum lugar do meu HD. Só de lembrar até dá gelo na barriga...

    Foi eu ler o post vem meu querido irmão me cobrar DO NADA o fato da monografia ainda estar incompleta e desmembrada. Isso porque ele nem leu o Guaraná com Canudinho, hehe. Mas vamos que vamos que todo mundo ficou cobrando do pobre do Rafa mas todos temos nossas decisões importantes pra tomar. E o meu "drama" (que nem é tão dramático assim) você deve conhecer de perto, né Rosana?

    Linda quinta feira para todos e um abraço especial pra Rosana que ama o que faz, tornando seu trabalho mais que especial na vida de quem passa por ela!

    =)

    ResponderExcluir
  7. se eu disser que o melhor do seu post [ou dos seus posts] é o final pode parecer que gosto que eles acabem.
    massss não.
    é porque eu acho fofo essa identidade que ce criou e que sempre finaliza muito lindo a quinta-feira.

    ResponderExcluir
  8. e essa em especial, achei uma beleza.

    adoro a palavra garimpar.

    ResponderExcluir
  9. como sou muito tímida eu não gosto muito dos clientes da minha mãe, porque eles sempre estão perto e eu fico com vergonha de ficar andando pra lá e pra cá. eu viro múmia quando tem alguém em casa.
    DESCULPA MÃE,

    ResponderExcluir
  10. Eu gosto de ser uma [des]orientadora, tirando a parte que não presta.
    Aliás, cometerei um telefonicídio da próxima vez que alguém der risada do preço que dou pelo meu trabalho. Por que eu responder "Faça você, então" já não me satisfaz mais..

    ResponderExcluir
  11. Eu recebo muitos elogios mesmo. Outro dia, minto, início do mês passado, outro cara de Brasília me ligou só pra dizer que a formatação da dissertação dele foi elogiada pela banca... e ligou pra me agradecer.

    Isso é muito lindo, Brasil.

    ResponderExcluir
  12. Taffa, eu sou muito boUUUa mes e vou de desorientar na sua dissertação, sim... e pruszamigu eu faço tudo.

    ResponderExcluir
  13. Helô, e pensar que tem gente que escreve pior do que eu, acredita? É quando reviso os textos... hauahaush

    ResponderExcluir
  14. Laurinha, mas a minha cliente de agora é uma fofo e diz que vai trazer empadinhas pra você. Nem pode ficar tímida!!!

    ResponderExcluir
  15. Esse, porque nas quintas há algo... é meu jeito TOC de ser, sacumé?
    Eu amo ser a mesma. Só me reinvento quando é muito necessário.
    E sinto-me especial sendo única assim..

    uhhhhhhhh garimpei lá do meu âmago.. hauahs

    ResponderExcluir
  16. Nina, cê toma tenência e desenvolva logo essa sua monografia. Nada de deixar pra última hora, ok?
    Ofereço meus serviços, pode entrar em contato comigo, via e-mail... (pega com Rafilhote

    Aliás, se essa cambada de acadêmicos não deixasse nada pra última hora eu teria trabalho pro ano todo,máááss não... fodis.

    ResponderExcluir
  17. E não, aqui não rola disso de casa de pedreiro o espeto é de ferro .. a minha monografia, que era pra ser entregue em outubro, já estava pronta em julho. Revisada, inclusive, pela minha orientadora lindíssima!!!

    ResponderExcluir
  18. Como assim ninguém reparou que resgatei o meu undêrêrê da semana passada? hahahahaha

    ResponderExcluir
  19. JURO PRA SENHORA QUE FOI A PRIMEIRA COISA QUE PENSEI EM DIZER.
    VIVA O undererê

    ResponderExcluir
  20. A senhora vai pro céu direto ..
    tem cada cliente que aparece que ...... melhor nem comentar.

    Mas .. em compensação tem muitos especiais.

    ResponderExcluir
  21. alguém me empresta um olho .. o meu coça a 15 dias .. estou quase arrancando .. num guento mais.
    .
    .
    .

    ResponderExcluir
  22. Haa! Eu pensei e esqueci de falar do undererê! Tô cantando até agora, diacho, fiz almoço cantarolando...

    =P~

    ResponderExcluir
  23. Helô, e pensar que tem gente que escreve pior do que eu, acredita? É quando reviso os textos...
    Não entendi isso não! Quem falou que cê escreve errado??

    ResponderExcluir
  24. gente, ela é boUa mesmo. Meu pai nem conhece e fala bem iuaehoiueahoiueah
    "a cris aprendeu a fazer trabalho direito com ela"


    um dia ela orientará minha dissertação e tese também. (L) [2]

    ResponderExcluir
  25. Marininha, melhor nem falar nos clientes chatos, é tema pra mais de um post, porque o ruim, infelizmente, rende, né?

    ResponderExcluir
  26. Nina, eu tô cantando undererê desde a hora que pensei na música praquele post... uma coisa.

    ResponderExcluir
  27. Camila, a Cris tá no rol das clientes fofas: interessada, disposta, inteligente e boa pra pagar.
    E já te agradeci por que me indicou a ela? SEMPRE!

    E vamos aguardas essas dissertações todas.

    ResponderExcluir

Sinta-se em casa. Sente-se conosco,tome um guaraná e comente o que você quiser e depois, aguente!!! hihihi