domingo, 2 de agosto de 2009

Da II CAGC:menu, fatos e fotos (capítulo 2)

De Rosana Tibúrcio
Tema da semana:
livre

Bom, apesar de me zoarem bastante: uns criticando as falhas que cometi no meu texto de quinta-feira, outros me chamando de diário e, ainda, outros achando meu post anterior bem chato e quase didático... tô nem aí e vamos lá pra segunda parte do relato da II CAGC... Afinal, quem manda nesta bodega sou eu (hô hô hô hô) e que há de negar?


Quinta-feira, 23 de julho
Quinta-feira é sempre um dia especial em que há algo diferente no ar, num é certo? Foi meu dia de postar aqui sobre amizade e confesso: o povo me atrapalhou pra caralho. Mas vamos começar do começo.
Flavíssima mandou mensagem dizendo que já estava chegando em Patos e aí a Nina (buscadeira oficial dos integrantes da II CAGC), foi pra Rodo esperá-la.
Dessa vez, nenhuma velhinha no banco do lugar. Só nossa cantora. Pegaram um taxi, passaram na Panificadora Elis Regina... oppps, Elis Marina e compraram uns biscoitinhos.
A chegada de Flavíssima foi uma farra. Houve uma troca ligeira de presentes: ganhei meu café delicioso lá de Andradas, cidade de Flavíssima.
Sai um pouco da copa, não sei exatamente o motivo e, no que voltei... minha Santa Camomila: uma caixona no meu lugar à mesa. Tomei um susto e abri, feito criança, o meu presente: era um GT (eu me recuso a falar o nome verdadeiro do presente. É GT e pronto).
Me disseram que era um mimo de Jéss, Rafa e Flavíssima. Uauuu. Amei. Taffa apareceu na hora do almoço (dele, porque o nosso nem sei se houve, pra dizer a verdade). Sei que, pelas fotos aqui, às 10 da manhã tomávamos café e, às 18 horas, também, com direito a vasilha de rosquinhas identificada com o nome Rafa...

Eu, Laurinha, Flavíssima e Nina (foto 1); na euforia do presente (foto 2); Taffa, Flavíssima, Vítor e Rafa (foto 3); Rafa e sua vasilha personalizada de rosquinhas (foto4).

Sexta-feira, 24 de julho
Um dia meio de alívio pra mim: resolvi uma pendenga e pedi pra que os meninos me acompanhassem até o terminal do BB que fica no Centro Acadêmico, aqui pertinho de casa.
E fomos nós, maior solão do mundo, mas felizes. Tiramos umas 955 fotos.
À tardezinha, Thiago Amâncio, Clara Moriá (amigos nossos daqui de Patos) e uns primos de Clara vieram pra uma jogatina.
À noitinha Ana Amélia chegou e, depois de fazer algumas imitações do Roberto Carlos e matar o povo de rir levou Laurinha e Nina pra casa do pai (era aniversário dele). Ela voltou com 335 pães de sal e eu, muito boUUa na cozinha, fiz um molho de salsicha e comemos com muito gosto. Não me lembro se houve almojanta ou algo similar (mas juro, ninguém morreu de fome...rs). Sei que teve café de novo, lá pela 1 hora da matina e muito jogo de letras, mímicas, cartas e blablablásss Flavíssima cantava, vez ou outra, uma música pra gente e a turma surtava cantando Pra uso exclusivo da casa.
Fomos dormir muiiiiiiito tarde. Taffa dormiu aqui em casa e foi uma zona na hora de dividir os meninos e as meninas nos quartos/camas/colchões. Rimos muito. Tadinho do Rafa, dormiu na bicama horrorosa que tem aqui na sala do micro

No Unipam, onde tem o terminal do BB (fotos 1, 2 e 3); jogatina vespertina (foto 4 e 5); Ana Amélia imitando Roberto Carlos (foto 6)

Sábado, 25 de julho
Acordei mais pra lá que pra cá. Quando vi o sol batendo no rosto do Filhote Rafa eu morri de remorso. Fiz com que ele passasse pro quarto de Laurinha, onde eu havia dormido. Peguei o telefone pra pedir asinha e coxa pra eu fazer um frango com açafrão e liguei no lugar errado. Começou o caos... rs

A impressão que tinha é que estava com ressaca, mas tava não. Minha Santa Camomila. Eu havia prometido a mim mesma que, neste dia, faria um almoço decente, numa hora decente. Até parece!!!!!
Genisvaldo veio aqui pra conhecer os meninos e qual o quê? Ficamos conversando horas e horas: Rafa, Flavíssima, Genis e eu. Laurinha voltou pra cama. Nina ficou na copa conversando com Taffa e Alô, mas apareceram aqui onde estávamos pra umas fotos. Genisvaldo ficou encantado com as apresentações do Le Bizarre, relatadas por Rafa, e com o trabalho e voz de Flavíssima. Antes de ele ir embora prometeu trazê-los aqui em Patos para shows e tal... iurúúúú.
O almojanta saiu por volta de 19 horas e tchan tchan tchan tchan algo inusitado aconteceu: Flavíssima mostrou seus dotes culinários (salada de alface e tomate... de boa) e o Rafa lavou, com a supervisão de Laurinha, pratos, copos e talheres, minhas gentes (panelas? Diz ele que não sabe lavar panelas...). Mas Flavíssima, a lavadora oficial da Convenção apareceu pra dar um jeito. Ou fui eu???
Neste sábado a Nina prometeu à galera fazer uma canja... opppss, caldo de frango. Fez? Até ontem, nada!!!!!
Deixei a moçada jogando (na verdade, eles me jogaram pra escanteio, devo confessar muito tristemente) e fui dormir mais cedo. Ainda no cof cof da vida achei melhor me cuidar.

Flavíssima, Genis, eu e Rafa (foto 1); Flavíssima e sua especialidade (foto 2); Rafa em momento febril (foto 3); Laurinha supervisiona tudo com aquele jeito repressora de ser (foto 4).

Domingo, 26 de julho
Marina levantou mais cedo e se preparou pra voltar à Brasília. O pai e os irmãos vieram vê-la e, por volta de 12h30min Raquelzinha passou aqui pra pegá-la.
Um pouquinho depois Tia Denise apareceu com a famosa torta de amendoim pro Rafa e presentinho pra Flavíssima. Decidida novamente a fazer um almoço decente, numa hora decente eu consegui preparar o famoso frango surpresa. Flavíssima e Rafa me ajudaram a comer... oppps desfiar o frango e pronto: 16h:30min (hora decente hihihihi) o danado estava, formoso e belo, à mesa nos esperando.
Lá pelas 18 horas Tia Denise foi embora. Laurinha pegou o mesmo taxi e foi pra casa de Nayarinha e, assim, ficamos: Rafa, Flavíssima e eu sentados à mesa conversando feito gente grande. E falamos de tudo que antes não conseguimos falar, porque faz favor, o povo só queria brincar, jogar e cantar. Eu tava sentindo falta dessa conversa mais introspectiva e talvez muito por isso é que sinto como se eles tivessem ficado um dia só por aqui.
Taffa e Alô apareceram mais tarde pra se despedirem dos meninos. Os bandidos, não foram me acompanhar até à garagem pra despedida triste e solitária. Flavíssima deixou na parede da fama sua medida (ela pensa em crescer até janeiro... hihihihi quanta ilusão) e mais um dia se acaba.

Nina se despedindo [?] de Flavíssima e Rafa (foto 1); Fla e Tia Denise (foto 2); eu e meu frango surpresa (foto 3); Flavíssima, Laurinha e humores (foto 4); os três em momento despedida (foto 5); Rafa medindo Flavíssima na parede da fama (foto 6)

Segunda, 27 de julho
Faço questão de contar este dia como, também, dia de Convenção. Apesar das poucas horas que passamos juntos: Flavíssima, Rafa e eu, elas foram muito proveitosas, regadas ao meu café quiçá e à minha preocupação com a alimentação dos meninos. O ônibus levaria meus queridos às 1h30min, acho. Esperamos um bom tempo: eles exaustos, eu morrendo de dó e tristeza. Por volta de 2h30min meus amores foram embora.
Voltei pra casa sozinha e Deus e, confesso, foi ruim entrar aqui, ver tudo vazio... Sei que fui dormir lá pelas 5 da manhã, um sono ruim... e que não me descansou nadica de nada. Minha sorte é que Abadia viria pra ajeitar a casa logo ao amanhecer e eu, então, não me sentiria tão sozinha... (mas isso é papo pra um outro post).
Flavíssima e Rafa (foto 1); nós três (foto 2); eu e Rafa (foto 3); eu e Flavíssima (foto 4); eles e... (foto 5)


Um lindo domingo a todos, pois nos domingos também é um bom dia pra recordar. Recordo os dois que passei com parte dos integrantes da II CAGC e que foram muito bons e felizes.

.

13 comentários:

  1. Coisa linda de relato Rosanita!
    COm certeza foi um período muito bom pra você que, dizem, tem a melhor hospedariapousadacasademãe de Patos.
    Dá pra me dizer o que é GT???
    Bjs e bom domingo.

    ResponderExcluir
  2. Gente, que lindo! Eu tô ali! *-*
    Ah, foi bom demais!
    E é, dá pra dizer o que é GT? Fiquei curiosa também.

    ResponderExcluir
  3. Helô já sabe o que é GT.
    Clarinhaaaa, te contei via orkut tá bom?

    Moçada, só agora ajustei o texto e mesmo assim, deve ter porrada de coisas erradas. Tô preguiça de verificar novamente.
    Assim como assim, cês vivem me criticando, podem apontar as falhas que corrijo... ou não...rs

    ResponderExcluir
  4. tipo na foto primeira do dia 23 NÃO TINHA MEU NOME.
    minha mãe tá de marcação comigo.

    que que eu fiz, rosaninha?

    ResponderExcluir
  5. gente... ela ainda colocou essa foto linda minha e do meu braço [ele é um elemento a parte hauiahsiuash].
    eu até ia excluir, mas pensei 'ei la.. ninguém vai usar ela ne?'
    MUITOENGANADA.

    ResponderExcluir
  6. e não, eu não quis dizer que seu post é desnecessário.
    muito pelo contrário.
    é ótimo.
    e eu até descubro coisas que não sabia.

    ResponderExcluir
  7. apareci por aqui, boa tarde minhas gentes.

    ResponderExcluir
  8. eu causei um caos na casa na noite que resolvi dormir aí, aff.
    estou com remorso.
    vou ficar uma semana sem dormir agora, pra compensar o que eu fiz com o ráfa.

    ResponderExcluir
  9. mas rosaninha, eu não lhe acompanhei pq falei que o cara do táxi tava querendo lhe namorar, se lembra?

    só por isso deixei os pombinhos juntinhos na volta ué... tudo podia acontecer.

    [la la lari lala la]

    ResponderExcluir
  10. mas ficou tão cuti a foto da rosaninha e do ráfa fazendo biquinho [?] (ou seria bicão?) antes dele e flavíssima pegarem o ônibus para irem embora.

    ResponderExcluir
  11. 'quanto riso, quanta alegria, mais de mil palhaços no salão...' rsrsrs

    dias q precisava pra quebrar a rotina, pra esquecer q existe relógio, pra rir por qualquer bobeira, pra ganhar abraços cedo/tarde/noite, pra almoçar a noite e tomar café na hora do almoço...

    Enfim, só tenho q agradecer por me ajudarem a acreditar q pode-se ter amigos longe e tão perto, sempre!

    ResponderExcluir

Sinta-se em casa. Sente-se conosco,tome um guaraná e comente o que você quiser e depois, aguente!!! hihihi