quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

As armadilhas do telemarketing


Tema: Ao telefone
Por Vanderley José Pereira


   Todo dia Ana acordava cedo, por volta das seis, e ia em direção a seu trabalho. Lá, em sua segunda casa, ela era considerada uma profissional brilhante: batia todas as metas,  tinha a maior arrecadação, possuía um excelente relacionamento com todos os clientes e com os colegas também, inclusive.  Mesmo feliz, seu trabalho não era um mar de rosas.  Havia momentos tensos, momentos que a desestruturavam. Ana era sempre educada e calma, às vezes perdia a paciência, porém – como era uma profissional – buscava forças vindas de suas vísceras para aguentar tudo calada.  Aquilo a corroía por dentro, como um câncer, como um parasita. E naquela manha não foi diferente.

Ana:  – Bom dia. Em que posso ajudar?
Cliente:  –Bom dia. Estou com um grave problema: minha internet ‘deu pau’!
Ana:  – Senhora, qual seu nome?
Cliente: – Fátima.
Ana:  – Poderia, por gentileza, passar o número do telefone completo, com DDD , e o nome completo do titular?
Cliente: – Aff! Por que tanta burocracia?
Ana:  – Senhora, é procedimento padrão da empresa.
Cliente: – Fátima Helena Zaidan Piña Albuquerque, Piña com til no “n”, ok queridinha?
 Ana:  – Obrigada senhora, poderia me passar o número do telefone completo, com DDD?
Cliente: – trinta e quatro é o DDD, trinta e dois, trinta e dois...(rhrhrhrhrhrhrh)... e três.
Ana:  – Senhora, poderia repetir, por favor? A ligação cortou.
Cliente: – Queridinha você tem algum problema? Eu já disse o número.
Ana:  – Senhora, poderia repetir, por favor? A ligação cortou. Peço desculpa pelo incômodo.
Cliente: – trin-ta e  qua-tro, o DDD, trin-ta e dois, trin-ta e dois, trin-ta e cinco, qua-ren-ta e três, deu para entender? Falei pausadamente para você dar conta de pensar.
Ana:  – Obrigada pela confirmação. Qual o problema com sua Internet?
Cliente: – Minha internet ‘deu pau’.
Ana:  –  Senhora, quando a senhora conecta o que aparece na tela?
Cliente: – Está aparecendo que não há conexão.
Ana:  –  Senhora, consta em nosso sistema que sua internet, bem como o telefone, foram cortados devido a falta de pagamento.
Cliente: –  Como?  Você tá de brincadeira? Eu paguei.  Por sinal foi ontem. Dá seu jeito, queridinha.
Ana:  –  Senhora, me desculpe. Mas constavam duas faturas em aberto e somente uma foi paga.  Como a senhora já estava no período de bônus, dado pela companhia como confiança a clientes antigos, saliento que não poderei renovar esse prazo.  A senhora pagou as duas faturas?
Cliente: –  Não! Somente uma.
Ana:  –  Poderia me informar onde a senhora pagou?
Cliente: –  Minha filha, eu não me lembro nem o que jantei, imagine onde paguei, né?
Ana:  –  Senhora, esse pagamento não consta em nosso sistema, seria de total importância a senhora nos informar onde pagou para localizarmos o pagamento e, assim que o mesmo for detectado, sua internet,  bem como telefone, serão religados. 
Cliente: –  Vou olhar se acho o talão.
10 minutos depois...
Cliente: –  Oi? 
Ana:  –  Diga, estou no seu aguardo, senhora.
Cliente: –  Então, olhando aqui verifiquei que não paguei essa fatura, paguei luz e água e outras. E agora?
Ana:  –  Senhora , é necessário efetuar o pagamento para religar sua internet,  bem como o telefone.
Cliente: –  ACHO QUE VOCÊ NÃO TÁ ME ENTENDENDO! EU SEI QUE TEM QUE PAGAR, MAS NÃO PAGUEI. VOU PAGAR AMANHÃ. MAS QUERO A INTERNET E É AGORA, SENÃO VOU RECLAMAR DO SEU ATENDIMENTO, COISINHA!
Ana:  –  Senhora, o procedimento da empresa é esse e infelizmente eu não posso ajudá-la.  Há algo mais que eu possa fazer?
Cliente: –  (tu tu tu)
Após aquele atendimento, Ana terminou seu exaustivo dia. Chegando em casa, sua mãe a recebeu ainda na sala. 
Mãe: – Oi filha. Como foi seu dia?
Ana:  –  Cansativo.
Mãe: – O que foi?
 Ana:  –  Cliente, como sempre, mal educado e grosso.
Mãe: – Credo! Educação cabe em todo lugar e com qualquer pessoa. Será que esse povo não sabe que você não tem como ajudar em tudo? Será que eles não se colocam no seu lugar? Será que eles não sabem que tem uma empresa pressionando por trás e que vocês são vitimas, tanto quanto eles?
Ana:  – É, não sei e concordo plenamente. E o seu dia como foi?
Mãe: – Péssimo. Uma menininha mequetrefe de um telemarketing de merda não me ajudou e eu fiquei sem internet e sem telefone.
Ana:  – Então, mamãe, essa menininha que te atendeu fui eu.

______________________
Como o tema é "Ao telefone", então beijos e me liga. Uma quarta-feira com gostinho de Limão a todos.


Essa figura representa o que eu gostaria de fazer e a crônica é quase autobiográfica... 

22 comentários:

  1. Cheguei , texto antigo, confesso que não me agradou na totalidade, mas é o que tem pra hoje.... Fui.

    ResponderExcluir
  2. AMEI!!!

    Minha irmã sempre diz: esses funcionários têm coração.

    Eu tento, juro... ser gentil com a maioria.

    Vou me esforçar mais ainda!


    E esse nome? Por que Ana? hahah

    ResponderExcluir
  3. obrigadoooooooooooooooo!!!!

    essa imagem foi um dia de trabalho no paint ... e a latinha do guarana que esta na imagem foi retirada do antiga imagem do guaraná, ainda da época da paulinha!!!


    Acho que Ana foi meu subconsciente pensando no futuro da Aninha jatobá, minha amiga do Acre.

    ResponderExcluir
  4. Confesso que eu nao gostei muito deste texto, ai fiz outro, só que não deu tempo de corrigir, apos ser corrigido vou publicar no meu blog...

    ResponderExcluir
  5. (Limão, só uma dica: essa imagem tá roubando a cena do seu post. haha)

    ResponderExcluir
  6. Adorei a ideia do post! Rs juro que queria ver a cara da mãe rs

    ResponderExcluir
  7. Taí o relato de alguém que entende de telemarketing!

    ResponderExcluir
  8. Só tive sossego pra vir aqui agora. Quero um abraço.

    ResponderExcluir
  9. obrigado bia....


    e Taffa depois te dou esse e outros abraços

    ResponderExcluir
  10. Uau . . . essa também eu pagaria pra ver .. a cara da mãe.
    .
    .

    ResponderExcluir
  11. Acho que sou a pessoa mais paciente do mundo com atendente de tele marketing ...tive alguns probleminhas, mas todos resolvidos, não tenho o que reclamar ..
    e sempre penso assim:
    - se a conta veio alta, não é culpa de quem me atendeu
    - se o telefone foi cortado, não é culpa do atendente
    - agora, se o atendente não faz a mínima questão de me atender bem, simplesmente desligo o telefone, como se a ligação tivesse caído .. me sinto melhor assim :)

    ResponderExcluir
  12. Eu também faço assim meNina. Posso dizer com toda a certeza muitas vezes não sabemos, ou não queremos, ou não compensa ajudar, ai e má vontade mesmo... ...

    ResponderExcluir
  13. mas ana mereceu. como não sabe nome da mãe nem telefone?????

    ResponderExcluir
  14. porém diálogos muitos bons, muito bons.

    a mulher que ligou (totalmente diferente da mãe) é uma vadia ne?

    desculpe a palavra de baixo ESCALÃO, gente

    ResponderExcluir
  15. e sim, imagem roubou cena.

    devia ter dado a dica, limão, desse tema. queria ver todo mundo se ferrando pra fazer uma imagem e coisas parecias hihihihi

    ResponderExcluir
  16. e sim, imagem roubou cena.

    devia ter dado a dica, limão, desse tema. queria ver todo mundo se ferrando pra fazer uma imagem e coisas parecias hihihihi

    ResponderExcluir

Sinta-se em casa. Sente-se conosco,tome um guaraná e comente o que você quiser e depois, aguente!!! hihihi