quarta-feira, 20 de abril de 2011

Acredite


Tema: Um dia de criança
Por Nina Reis



Ei, psiu, preciso falar umas coisinhas pra você. Tem tempo pra ler? Tem tempo pra mim?
Sou tão pequenina. Gosto tanto de ser criança, mas sabia que tenho medo?
Você é meu herói mas quer saber de uma coisa? Muitas vezes é o bandido da minha historinha. Faz assim não. Quero só o seu colo, o seu abraço e poder brincar com você todos os dias, depois do dever, é claro.
Ahhh quando eu errar alguma lição de casa, não me olhe com cara feia, por que sabe né? Eu faço xixi nas calças e fico apavorada e isso pode me trazer futuros traumas.
Conversa com a mamãe e traz um irmãozinho pra mim. Quero vesti-lo de Batman. Quero alguém pra me fazer companhia. Se for uma irmãzinha não tem problema. Provavelmente terei ciúmes, mas traz alguém pra mim. Não demore.
Quando eu for adolescente promete ficar do meu lado? Segura na minha mão se eu tiver medo do escuro? Medo de altura e medo de ladrão?
Mesmo que não fique a vida inteira comigo, com a minha mãe e no caso de eu ter um irmãozinho(a) com ele(a) também, promete que irá cumprir o seu papel?
Às vezes me bate uma insegurança (sou pequenina, mas sei muito bem o que é isso) e tenho impressão que essa carta pode não ter agora valor nenhum pra você, mas faz assim, guarde-a bem guardadinha e releia depois por desencargo de consciência, quem sabe quando você tiver mais filhos, um, dois ou três não passará a dar mais valor ao seu papel de pai e nos fará perder por muitas vezes o medo do senhor.
Quero seu amor infinitamente.
Quero sua companhia ao menos 1 vez por mês. Quero contar com você, brincar com você e deixar correr solto o que a gente quiser. Porque em qualquer faz de conta a gente apronta e é bom ser moleque (a) enquanto puder.
Acredite nisso.

20 comentários:

  1. Aviso que entrei no canudinho, sacumé?

    ResponderExcluir
  2. Odeio essas pessoas que postam sobre crianças. De hoje até amanhã algo terá que surgir na minha mente labirintada.
    Não posso ficar no fim da filha. Questão de honra!

    ResponderExcluir
  3. Os pais são maus! Nem têm noção disso, os bestas...

    E não me venham com isso de alienação parental, porque comigo não rola. Dei muito confete pro herói...

    ResponderExcluir
  4. Jogue o herói no cesto de brinquedos perdidos, dê uma coelhada nele e pegue a Tati pra brincar. Melhor que cê faz...
    Aí cê mata dois coelhos com uma cajadada só hauahaushsu

    ResponderExcluir
  5. Odeio pessoas que conseguem achar imagem pra textos (eu escrevi testos, gente... creem?)

    ResponderExcluir
  6. Marininha dorei cartinha, um tanto triste, mas dorei.

    E ó, amanhã é só risada.

    ResponderExcluir
  7. Agora eu vou trabalhar porque amanhã vou ficar por conta de duas amarelas o dia inteiro, provavelmente, de um amarelo também.
    Fazer o quê? É minha sina.

    Pai e mãe, ouro de mina
    Coração, desejo e sina
    Tudo mais, pura rotina, jazz
    Tocarei seu nome pra poder falar de amor...

    ResponderExcluir
  8. adorei o pequeNINA uhdfashudfsahusadf

    ResponderExcluir
  9. cabô, jamais vou esquecer do RANT.
    ainda bem que foi ideia sua e do último post de quarta, então nem é piada interna.

    ResponderExcluir
  10. ei, psiu

    ta vendo eu aqui?
    só você não sabe que eu te quero
    já faz tempo que eu estou te olhando
    e vc sequer olha pra mim

    [s2leonardo]

    ResponderExcluir
  11. pra esse post e pra nina
    http://letras.terra.com.br/nina-becker/1747895/

    ResponderExcluir
  12. Ela não mudou a vibe dos posts sentimentais. rs

    ResponderExcluir
  13. Ei, Seu Herói! Acorda e assume teu posto!

    ResponderExcluir
  14. E não dá pra não citar o momento "integração" dos posts no comentário da mainha! rs

    ResponderExcluir
  15. Como assim, momento integração?
    Peraí que vou reler... hihih

    ResponderExcluir

Sinta-se em casa. Sente-se conosco,tome um guaraná e comente o que você quiser e depois, aguente!!! hihihi