terça-feira, 13 de outubro de 2009

Quando eu brincava de publicitário.

Tema: Idade ou fase que se tem saudade.
Por: Rafael Freitas


Na melhor fase da minha vida, eu não tinha dinheiro nem pra um cachorro quente. Passava vontade quando ia ao supermercado e via o Danette de papaya com cassis. Parava em frente às vitrines e via com os olhos e lambia com a testa, como diz minha mãe.

Na melhor fase da minha vida, não era apaixonado pela poesia do Chico nem pela voz do Milton. Mas já ouvia Marisa Monte e Djavan. Fui a shows de axé e outros que tenho vergonha só de lembrar. Até assisti a uma banda que fez o show pra meia dúzia de gatos pingados. Literalmente: seis pessoas.

Na melhor fase da minha vida, terminei um namoro de quatro anos. Comecei outro que durou oito meses. Arrumei uma paixão platônica.

Na melhor fase da minha vida, amarrei meu primeiro porre homérico (com direito a passar mal na frente da família toda reunida pra comemorar meu aniversário). Não li nada. Sofria nas aulas de informática. Dizia que entraria pra academia nas férias. Usava roupas modernosas, do tipo que faz as pessoas repararem. Fiquei preso no ponto de ônibus porque o sapato novo enroscou entre as pedras do calçamento.

Na melhor fase da minha vida, eu corria demais.
E ria demais.

Foi nessa mesma fase que me vesti pela primeira vez de Elvis. Fui clubber. Tirei dezenove na prova que valia 45. Tive uma prova comentada pelo professor das provas mais complexas que gostou da minha abordagem. Passei raiva com a ignorância alheia. Fazia concurso de músicas bregas enquanto voltava pra casa.

Ganhei uma segunda família e amigos de verdade. Juntos aprendemos a trabalhar em grupo do jeito que tem que ser: todos fazendo sua parte e, se bobear, todos fazendo a parte de todos. Ganhamos prêmios pelos melhores trabalhos. Saíamos pra comer pizza ou um lanche, hábito que temos até hoje. Rimos do “tio das baratas”, da colega que caiu da mesa e “quicou” no chão, da pomba ceguinha batendo, e se arrebentado, no vidro da janela.

A melhor fase da minha vida terminou com uma grande festa. Coquetel. Colação de grau. Baile de gala. Brinde. Valsa. Família toda orgulhosa. Minha mãe de vermelho. O sobrinho com três meses na barriga da minha cunhada. Os irmãos e os melhores amigos do meu lado (embora alguns digam que eu estava chato e esnobe). E eu, dançando de smoking e tênis tipo all star vermelho. Aliviado. Explodindo de felicidade.

E nem mencionei quanto a gente aprende e cresce nessa fase. Como eu sempre digo: faculdade faz um BOOOM! na cabeça da gente.

43 comentários:

  1. Chupa toda

    É de babaixá! É de balacubaca!
    É de babaixá! É de balacubaca!

    Pepepeperê...

    Eu quero beijar
    A sua boca loca
    Eu quero beijar
    A sua boca loca

    E eu vou enfiar uva no céu da sua boca
    Eu vou enfiar uva no céu da sua boca

    E aí: chupa Toda! Toda!
    E ai: chupa Toda! Toda!

    ResponderExcluir
  2. Gente, a música é pra lembrar do show da Ivetinha!
    Eu conheci antes da gravação dela, na casa de uma amiga tb muito importante na minha época de acadêmico.

    ResponderExcluir
  3. Eu posto foto do baile mais tarde.
    hehe

    ResponderExcluir
  4. Meldeus, que música é essa, rafa???? hahahahaha

    ResponderExcluir
  5. Nossa, e como quero ver a foto de você de smoking com tênis vermelho!!!! Deve ser um luxo!

    ResponderExcluir
  6. Nossa, bateu uma saudade aqui da galera da minha sala... Fazíamos planos de ir para alguma praia, vender coco e viver na boa, sem provas,rs.Fundamos até uma espécie de sociedade, a Farmáfia, hahahahaha.

    Lembro de uma época em que eu ouvia na minha cabeça aquela música do Skank, Vamos fugir, toda vez em que chegava ao campus, rs.

    Tive tantas crises de identidade, mas nunca usei roupas modernosas.

    Penei (e peno!!!) com a ignorância alheia, ficava pensando, como é que essa pessoa passou num vestibular desses?

    Faculdade é uma fase marcante mesmo.

    Putz, e isso aqui é praticamente um post, rs.

    Obrigada Rafa, tô quase chorando aqui de tamanha saudade de momentos únicos.

    bjos!

    ResponderExcluir
  7. Rafa, te contar, eu to na 'universitariolândia' e o trem tá preto.

    melhor fase?
    sei não hem.
    :P

    ResponderExcluir
  8. "...smoking e tênis tipo all star vermelho..."

    me-doo!!

    ResponderExcluir
  9. faculdade já fez um bum bum tum tá tá tárárá na minha cabeça!

    me-doo!!²

    ResponderExcluir
  10. Gente, foto nova da Nina no layout do guaraná?

    vi agora.
    aliás, apareci aqui só agora.
    estava desaparecido. fui encontrado ontem.

    brinks.

    ResponderExcluir
  11. Hey, Brant!

    Smoking com tênis tipo all star é tendência!

    ResponderExcluir
  12. Priscilaaaa

    Tem coisas que a gente lembra que são de chorar mesmo.

    Algumas de saudade.
    Outras de tanto rir!
    A do 'tio das baratas' mesmo. Tenho que contar na próxima CAGC!

    ResponderExcluir
  13. momento inoportuno

    Tá sem título mesmo ou o quê?
    [medo do Google Chrome estar dando pau de novo]
    :O

    ResponderExcluir
  14. Taffa, a faculdade é a melhor fase sim, só que na recordação, hahahaha. Pq quando se vive, o bicho pega, principalmente no finalzinho que não sei como transforma cada segundo em 200s.

    Quando passo em frente a minha só consigo pensar que bom que foi bom e acabou,rs.

    ResponderExcluir
  15. Ah, fiquei curiosa para saber do tio das baratas, rs.

    ResponderExcluir
  16. e porque você diz 'tenis do tipo all star'?
    não se reprima e diga apenas all star e tudo será lindo.

    sério.
    era de twitter. tem que diminuir caracteres.

    ResponderExcluir
  17. tipos.. acho lindo isso de terno com all star.
    lindo.

    ResponderExcluir
  18. se por acaso eu disser que essa parte aqui oh

    "Tirei dezenove na prova que valia 45. Tive uma prova comentada pelo professor das provas mais complexas que gostou da minha abordagem. "

    eu tive que explicar pra minha mãe. acreditem em mim.

    ResponderExcluir
  19. Fiquei preso no ponto de ônibus porque o sapato novo enroscou entre as pedras do calçamento.

    ri muito.

    ResponderExcluir
  20. no mais.. nem curto faculdade.

    /prontofalei

    ResponderExcluir
  21. Ivetinha... hihihihihi

    Quero foto e título no post.
    /prontofalei


    A Laurinha me chamou de burra.


    Adorei o tempo saudade, com all star e sapato que quase dá tombo...


    Tô com dorzinha de cabeça, por isso falei pouco.


    Se der, volto mais tarde.

    ResponderExcluir
  22. Então eu posso falar só all star mesmo quando o tênis for de outra marca, maninha?!
    rs

    ResponderExcluir
  23. A foto que aparecia o tênis nem tava legal.
    Aí coloquei a da valsa com minha mãe (a mais bonita de todas).

    ResponderExcluir
  24. O tal namoro, opa, digamos relacionamento, durou quatro anos e meio, maninha!

    ResponderExcluir
  25. Eu juro que conto pessoalmente a história do sapato enroscado e do 'tio das baratas'.

    É que, sem fazer gestos, não rola.
    rs

    ResponderExcluir
  26. mainha!
    Eu nemn tinha reparado na falta do título!
    E, pra variar, não achei um que gostasse. rs

    ResponderExcluir
  27. Brincava de publicitário? E publicidade é algo sério alguma vez? hahahaha

    Adorei o post, a foto e saber que vc se formou com um modelo allstar nos pés com esse smoking, bem sua cara, bem coisa de publicitário.

    Na sua faculdade o povo identificava os 'publicitários' pelas roupas tb? hahahaha

    Bjo de amor.

    ResponderExcluir
  28. Flavinhaaaa

    Sim, sim!
    Tinha esse lance do estilinho publicitário!

    Mas o mais legals era quando esse professor das provas complexas, o Bertuolo, sacaneava os "gerenti di marketi", dizendo que eles gostavam de exibir o crachá.

    Isso porque tinha um cara na nossa sala que fazia isso: era gerente de marketing, chegava na sala de crachá e deixava pra ler sua About no meio da aula. rs

    ResponderExcluir
  29. ô, Brant! Publicitário tem todo um estilinho. Nunca percebeu não?

    ResponderExcluir
  30. O Brant tá em crise por isso, Rafa...

    ops, falei!!!

    hahahahaha

    ResponderExcluir
  31. claro que tem um estilo.
    principalmente publicitáriO.
    tem sempre um estilo meio.. gay.

    ResponderExcluir
  32. e sim, rafael, você pode usar e abusar do nome all star, ok? mesmo não sendo converse [é isso né?]
    eu deixo.
    ahusahasuygadsuahdshadsiuahdsiuhadsiuhda

    ResponderExcluir
  33. nossa, preconceituoso o comentário da futura publicitária acima. Enfim.

    [risos]

    ResponderExcluir
  34. Crise nem!
    Tava questionando porque aqui em patos os que fazem PP são exatamente iguais a todo o resto.

    Tipo, comum.
    Nem imaginaria porque não deveriam ser.
    Não consigo mentalizar um estudante de PP que precisa ser grunge-punk-clubber.

    ResponderExcluir
  35. vc falou que na tua sala tem nerds de suspensório e gel no cabelo. Tb não sei então o pq desse esteriótipo... rs

    ResponderExcluir
  36. @flaviajorge hehe, eles querem se assemelhar ao Bill Gates! #fato

    [te falar, comentário em modalidade twitter agora étendência]

    ResponderExcluir
  37. Amores, falei com Marininha mais cedo e ela disse que faria o possível pra postar, mas talvez não conseguisse. O trem lá pra ela tá pesadão. Mas semana que vem tudo vai se ajustar, creio.
    beijosssss
    Qualquer coisa amanhã é quinta e nas quintas há algo diferente no ar.

    Ivetinhaaaaa iurúúúú!!

    ResponderExcluir

Sinta-se em casa. Sente-se conosco,tome um guaraná e comente o que você quiser e depois, aguente!!! hihihi