sábado, 25 de setembro de 2010

De repente, 30*

Tema: Livre
Por: Taffa



Por vezes já escutei pessoas suspirando e falando coisas do tipo: “Ah, como eu queria voltar à minha época de criança, eu era feliz e nem sabia.” E isso é algo que me tira do sério.
Primeiro, porque durante a juventude nós temos, sim, consciência do que fazemos e toda essa ladainha de “ser feliz sem saber” não desce pela minha garganta.
Segundo, pois ao contrário de todos que desejam retroceder e voltar à infância, tudo o que eu mais queria era avançar no tempo. Ver-me com trinta anos ou mais e poder dar uma analisada em como estaria a minha vida daqui a algum tempo.

Sou do time dos que enterram o passado e defendem que as lembranças, embora boas e nostálgicas, merecem ser deixadas em seu devido lugar: lá atrás. Temos coisa demais para viver ainda e ficar lamentando o que já se foi não trará um passado feliz de volta, mas, pelo contrário, frustração.

Precisamos focar no presente e almejar sempre ascensão futura. Nada de passados perfeitinhos, amores mal resolvidos ou cenas inesquecíveis que teimam em ficar nítidas na memória. O presente é o agora: devemos vivê-lo!

* ”De repente, 30” é uma comédia romântica de 2004 que faz uma sátira à passagem do tempo: começando pela infância, passando pela adolescência e ilustrando a vida adulta e todas as suas peculiaridades. Vale a pena assistir!

15 comentários:

  1. Acho que ele fez o post em minha homenagem.

    #pretensão

    ResponderExcluir
  2. Mas é que me faltam apenas três anos.

    #medo

    ResponderExcluir
  3. No mais, quem vive de passado é museu, não é mesmo minha gente???

    Vamos pra frente que pra trás não dá mais!

    [Alô! Fagner?]

    ResponderExcluir
  4. Falou o super bem resolvido com o passado!

    beijos.

    ResponderExcluir
  5. Mas gente, se eu não conhecesse a pessoa, diria: é autoajuda pura. Mas ninguém é perfeito.. hehehe

    ResponderExcluir
  6. Taffa, tenha pressa não. Depois dos trinta, meu fio, o trem dispara que é uma beleza.

    ResponderExcluir
  7. Gostei do post: sou reflexivo sim e vim pra dizer alguma coisa mais profunda. Eu sou profundo.

    Taffaaaaaaaaaaaaaa!

    ResponderExcluir
  8. menos de 110 dias pra completar meus 30 anos.
    obrigada.
    hahaha.
    .
    bom vamos lá,
    não vivo do passado.
    amo relembrar tudinho que vivi, afinal, fui feliz e sabia.
    .
    muita coisa resolvida no meu presente, foi resgate do passado. Precisei rever muita coisa pra poder resolver muitos problemas e confesso, consegui.
    Complexo? completamente.
    mas, sou assim.

    ResponderExcluir
  9. É isso aí. O passado tem que ser deixado lá, mas pode-se visitá-lo vez ou outra. Concordo com a Marinete: o passado pode nos ajudar aqui no presente.

    ResponderExcluir
  10. É isso aí. O passado tem que ser deixado lá, mas pode-se visitá-lo vez ou outra. Concordo com a Marinete: o passado pode nos ajudar aqui no presente.

    ResponderExcluir
  11. Ó: tentei tirar o comentário repetido mas não consegui.

    Cadê as fotos de todos vocês?

    ResponderExcluir
  12. ahhh eu nao acho errado o eu era feliz e nao sabia


    penso que pelas dificuldades, os novos obstáculos, trabalho, faculdade... tudo isso é muito mais sério e precisa dde muito mais responsabilidade e tal.
    e quando somos adolescentes ou crianças, por nao nos preocuparmos com essas coisas como tempo e dinheiro a gente nao sabe como vai ser e, anos depois pensa que realmente podia ter aproveitado mais.

    falei demais.
    DESCULPAAAAAAAAAA

    ResponderExcluir
  13. e eu tenho invejinha de você querendo futuro.
    tenho medinho dele

    ResponderExcluir

Sinta-se em casa. Sente-se conosco,tome um guaraná e comente o que você quiser e depois, aguente!!! hihihi