segunda-feira, 5 de julho de 2010

Cadê?

Tema: carta a uma parte do corpo*
Por Laura Reis


Quase nunca paro pra pensar que você faz parte de mim. Nem é muito, mas faz.
Na realidade você mais faz falta do que faz parte.
Você me lembra meus olhos que servem para eu enxergar, mas que com o astigmatismo, a hipermetropia e a miopia não faz isso muito bem feito.
Você me lembra meu coração que serve pra me dar a vida, mas que às vezes aperta de uma forma que me faz pensar em como seria melhor se não o tivesse.
Em contrapartida, também não me lembra nada disso, porque são raras às vezes nas quais me lembro de você.
Quase sempre é como quando lembro que tenho garganta só porque ela começou a raspar.
Como quando me lembro que tenho joelhos só porque subi três vezes uma escada grande, carregando livros.
Como quando me lembro que tenho estômago quando sinto fome.
Você, na verdade, me faz falta. Você deveria ser em maior quantidade e deveria realizar melhor sua função.
Como agora, por exemplo, tá tão frio e você tá me fazendo uma falta do caramba, tecido adiposo.
Vê se aparece mais.



*inspirado na Carta para meus pés de Silmara

17 comentários:

  1. Juro que li ontem mesmo essa carta da Sil e li também o recado da Rosaníssima. E que, confesso, ri da parte "do lugar dos comentários"... eahiueahouaehi

    Tecido adiposo... Como assim tecido adiposo???
    Trauma.

    ResponderExcluir
  2. Alguém que comenta às 01:21...
    Pois é, tô com tempo pra dar e vender, alguém se interessa?

    ResponderExcluir
  3. Não sei por que, mas pensei que fosse "cicatriz"

    ResponderExcluir
  4. Cicatriz daria uma baita sacada.

    fikdik

    ResponderExcluir
  5. Aliás, tenho tecido adiposo pra dar e vender também...

    Beijos e boa noite.

    ResponderExcluir
  6. faz com cicatriz e a gente posta sábado.
    ;)

    ResponderExcluir
  7. na verdade eu ia fazer coração, mas é muito manjado.
    tá e daí?

    ResponderExcluir
  8. Laurinha, definitivamente cê tá promovida à rEdícula oficial do Guaraná com Canudinho.
    Marininha perdeu a cadeira.
    hahahaha

    ResponderExcluir
  9. Se tivesse tão gorda como eu falaria do tecido adiposo de um jeito bem mais revoltado.

    ResponderExcluir
  10. Vou ter que ir lá na Silmara ver que babado é esse que comentei. Lembro não.

    Camila, escreve sobre cicatriz e manda e-mail pra mim ou Rafa que postamos...

    ResponderExcluir
  11. É... falar sobre coração num rola, nem coraçãozinho viu filhote? hahahah
    Imaginando aqui os versinhos de Marina... hahaha

    ResponderExcluir
  12. Há algum tempo atrás, eu até pensaria como vc neste post, maninha.
    Hoje minha barriga já não permite.
    rs

    ResponderExcluir
  13. Camila, escreve sobre cicatriz e manda e-mail pra mim ou pra mainha que postamos...

    ResponderExcluir
  14. Taí uma boa ideia: vou escrever uma carta para o meu coraçãozinho!
    #paquitofeelings
    #yearsago

    ResponderExcluir
  15. Vamos ter fé, gente.
    Repitam comigo, bem alto, mãos elevadas: "Senhor fazei com que a pessoa não fale sobre o coraçãozinho dele. E se falar, perdoai, porque ele não sabe o que faz...
    Amém"


    haaushauahshs pecado.

    ResponderExcluir
  16. Fazer mais falta do que parte. Bonito, isso. E serve prum bocado de coisas. Além de tecido adiposo, claro.
    Beijos, Laura.

    ResponderExcluir

Sinta-se em casa. Sente-se conosco,tome um guaraná e comente o que você quiser e depois, aguente!!! hihihi