quinta-feira, 28 de maio de 2009

Bom mesmo é ser três

Por Rosana Tibúrcio

Seguindo a linha tema-livre-que-virou-tema-proposto-sem-querer-querendo eu fiz o tal teste e... tchan tchan tchan... eu seria, na verdade, três livros nacionais.
Claro que concordei com o resultado pois o teste foi feito por mim e euzinha me conheço muito bem. Vamos lá então aos babadinhos, aos três livros-rosana.
.
1. "Carmen – Uma biografia", de Ruy Castro
Não vou descrever o livro aqui, uma vez que meu filhote Rafa já fez isso na terça-feira. Se alguém tiver curiosidade é só dar uma lidinha no post dele.
E eu sou assim mesmo. Não me considero uma fofoqueira, sou uma curiosa das impressões e vivências do outro. Gosto de histórias. Gosto de gente. Se quiserem confirmar o que digo, basta dar uma passadinha no Outras trilhas onde, por vezes, conto coisinhas de alguém.
Amo biografias. Todas elas. Ainda não li esse livro.
.
2. Antologia poética", de Carlos Drummond de Andrade
Eu também não vou descrever sobre o livro agora. Daqui uns dias vocês saberão o porquê.
Eu amo poesias sim, e o Drummond tem o dom de me irritar de tanto que acho lindo coisas que ele escreveu.
Não li esse livro, mas já li inúmeros poemas dele.
.
3. "No país da piada pronta", de José Simão
A tragédia do cotidiano te faz rir para não chorar. E por que rir sozinho, não é mesmo? Você logo convida quem estiver por perto a rir com você. E consegue! Divertido e inteligente, você garante que a maioria de suas piadas é, sim, de bom gosto. E que não concordem os mal amados de plantão! Não que você seja alienado ou não perceba o sofrimento dos outros, muito pelo contrário. Mas, muitas vezes, o melhor remédio é mesmo dar uma boa gargalhada.
O colunista-humorista José Simão, do jornal Folha de S.Paulo, reúne em "No país da piada pronta" (2007) verbetes de dicionários criados por ele, como o do tucanês e do lulês.
.
Esse livro tem tudo a ver comigo. Sempre achei e acho que, na maioria das situações, é melhor rir do que chorar. Tá, tá certo que nem sempre é possível, mas eu me esforço pra fazer assim.
Na verdade, eu rio das minhas tragédias e sim, devo confessar que, às vezes, rio das tragédias alheias também.
Uma vez, quando traída pelo ex-marido com uma vagaba empregada duma loja onde eu comprava pra ele - e das mãos dela - cuecas e meias, chorando eu disse à amiga que ouvia minhas lamúrias: "comprava cueca na mão da filha da puta e ela sabia direitinho o tamanho da bunda dele..." Não preciso dizer que caímos na risada.
E agora, mais recentemente, pra ser bem precisa no domingo passado, em que nossa casa foi arrombada e furtaram aparelho gravador de DVD, laptop de Nina, celular, dinheiro, mala e deixaram minha casa toda revirada eu, ainda sentada à mesa, com o policial fazendo BO disse: "ladrões vagabundos e incultos, não me roubaram um único livro." Não vou dizer que gargalhei com meu humor negro, mas dei uma risadinha.
E tento puxar pelo humor que tenho, uma ou outra piada pra poder viver melhor, por ora, em meio ao caos que tá minha cabeça, casa e coração.
.
Uma linda quinta-feira pra todos vocês, pois nas quintas há algo no ar e hoje há um convite pra vocês fazerem uma vaquinha e me darem de presente: um aparelho DVD (que grava também, não quero qualquer coisa...), um laptop e um celular (um celular não, dois, pois no início do mês furtaram o da Laurinha, além de todos os documentos dela, mas isso é papo pra outro post).
Rola, moçada??? hehe

21 comentários:

  1. Já retifiquei o pedido, Laurinha: dois celulares...rs
    E viu que não usei o título rEdículo? "Eu não me caibo..." hehe

    ResponderExcluir
  2. Por que a sra não pediu o Antologia Poética de presente?
    Aí me emprestaria depois!

    ResponderExcluir
  3. Gentee, eu quero a Antologia Poética de Drumond de presente que é pra depois eu emprestar pra esse moço de camisa verde de perfil lindão

    ResponderExcluir
  4. Como assim, sete comentários? Não me deixem só!
    hehe

    ResponderExcluir
  5. Hoje tem final do aprendiz e tem Ivete Sangalo no Jô e a Rosaninha aqui não pode mais gravar.
    Momento ímpiooooooooo!!

    ResponderExcluir
  6. Quero ser um livro brasileiro em que conta a história de uma mulher que matou 5 sem dó nem piedade.

    ResponderExcluir
  7. Os visitites desse blog me abandonaram: Flavíssima, Helô e Jéssica (bom, Jéss me ligou ontem), mas digo que me abandonou aqui.

    ResponderExcluir
  8. Os Guarantetes também. Rafa deixa dois míseros comentários, Nina não aparece, Paulinha nem liga pra mim, deu sorte de não roubarem o livro dela, e ainda não vem comentar meu post revolta/tristeza...

    ResponderExcluir
  9. Eu posso perder, mas perco por quinze.

    ResponderExcluir
  10. Laurinha é a única pessoa que me apoia mais um tiquim...
    Tô adorando momentos dramas!

    ResponderExcluir
  11. Eu fico enfadonha, quando dramática.
    Num rola deu ser assim.
    Mas eu sofro, choro e sofro e choro... hahaha
    Bás-noite.
    Eu volto.
    A caixinha inda tá vazia, vão deixando moedinhas, moçada!!

    ResponderExcluir
  12. irruulllll

    Vou ler Antologia Poética!

    ResponderExcluir
  13. Mamita to aqui no teclado sem acento ...
    Sua filha saiu de casa, esqueceu o carregador, mas saiba que estou bem ..
    amanha vou na tim resolver todos os problemas .. espero que de tudo certinho.

    beijocas

    ResponderExcluir
  14. Mamita to aqui no teclado sem acento ...
    Sua filha saiu de casa, esqueceu o carregador, mas saiba que estou bem ..
    amanha vou na tim resolver todos os problemas .. espero que de tudo certinho.

    beijocas

    ResponderExcluir
  15. 19 nao ..

    20 e` muito melhor.

    beijocas pra vc mamita.

    ResponderExcluir
  16. Poxa, fiquei meio puto, meio
    decepcionado... rsrsrsrs...
    Sou O Alquimista, do P. Coelho...
    rsrsrsrsrsrsrsrsrsrs...
    rsrsrsrsrsrsrsrsrsrs...
    rsrsrsrsrsrsrsrsrsrs...

    ResponderExcluir

Sinta-se em casa. Sente-se conosco,tome um guaraná e comente o que você quiser e depois, aguente!!! hihihi