sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Até dez.


Olá
Fiquei MUITO feliz quando recebi o email do Rafa me convidando para postar aqui porque esse blog é tudo de bom, os textos são os maaaais legais e criativos, bem como os Guaranetes (até mesmo os que eu não conheço, mas imagino que também sejam), entretanto, quando vi o tema pensei : “danou-se, meu primeiro post vai ser logo esse??”.

E aí fiquei selecionando aqui na minha cabeça: quais coisas que penso e não gosto muito de assumir são publicáveis???

Penso que quase todo mundo tem dentro de si aquela coisinha que joga debaixo do próprio tapete, como aquele pensamento malvado de “bem feito” pra alguém que te sacaneou e se deu mal lá na frente, tem ciúme, carência, insegurança, fraquezas.
E eu? Ahh, eu tenho vários destes sentimentos e não gosto muito de admiti-los, poderia até falar sobre algum, seria sincera, mas quis um desafio maior e escolhi o mais difícil, assumir aquele que me faz erguer a sobrancelha e contar até 10 muitas vezes, é a INTOLERÂNCIA.

Sim, eu sou uma pessoa intolerante, muitas vezes com gente acomodada. Acomodada em vários sentidos. Não suporto gente lerda, que você tem de repetir um número de telefone ou o nome 6 vezes soletrando letra por letra, não tenho a menor paciência com gente que se faz de vitima pra que os outros sintam pena dela e não gosto de gente burra, limitada por opção. Essa última é a que me arrepia de nervoso. Reconheço que isso me torna até um pouco pretensiosa, mas é verdade.

Tenho a maior humildade e boa vontade do mundo para ensinar e prazer em fazer, desde que eu não perceba que a pessoa não quer aprender. Porque tem gente que quer tudo pronto, quer a vida mastigadinha e se contenta com um “ah! assim ta bom!”. Não, não está bom!!! Você pode mais, você pode melhor.
Não penso assim por me considerar melhor que ninguém, justamente pelo contrário, é por pensar: Se eu posso e você é tão humano quanto eu você também pode. Eu não aceito mais ou menos bom. Ou é ou não é.

O que me dá mais raiva geralmente são essas espécies que, além de terem o cérebro menor que uma ervilha, são as que tecem os piores comentários como: "Nossa, como consegue ouvir essas músicas 'de velho'?" se referindo a nomes como Elis, Caetano, Chico, João Gilberto, e vibram com o “Rodriguinho dos Travessos”, desconhecem ou não entendem Fernando Pessoa, mas que choram com livrinhos “Sabrina” da banca de jornal.

Há quem justifique dizendo: “Coitado, não teve oportunidade”. Não concordo! Oportunidade é você quem faz acontecer. Eu faço a minha, eu não me contento em ser o simples coelho que sai da cartola mesmo reconhecendo seu valor! Eu quero mesmo é ser o mágico e ver os olhos dos outros brilhando com meu trabalho.

Gosto de conviver com pessoas com a mesma capacidade que eu, pra dividir, muito mais inteligentes, pra eu ouvir pois tenho uma fome insaciável de aprender, aprender e aprender sobre a vida, literatura, música, arte, astrologia, história, bichos, plantas, estética, costura, fotografia, desenho, gastronomia... Quero envelhecer assim, cada dia mais aprendiz do mundo e com o tempo quem sabe, me tornando menos intolerante a estas diferenças.

Guaranetes, obrigada por me lerem!

Espero ter mais convites pra postar aqui, de preferência da próxima vez falando das minhas qualidades! hahahhaha

Beijos.
Jéssica

19 comentários:

  1. E quem foi que disse que não tem qualidades suas no texto, amor?
    Olha isso: “quero envelhecer assim, cada dia mais aprendiz do mundo e com o tempo quem sabe, me tornando menos intolerante a estas diferenças”

    Nuss!
    Eu queria ter dito isso!

    E vamos combinar que lidar com quem não quer ser melhor, mais inteligente, aprender mais é f*** mesmo!!!

    ResponderExcluir
  2. Tenho que contar!
    Tem uma moça que trabalha comigo no escritório que detesta as músicas que eu ouço.

    Um belo dia ela resolve se justificar:
    “_ Eu não gosto das músicas que o Rafael ouve porque elas não tem nada pra dizer pra gente.”

    E sabem pó que eu ouvia na hora que ela disse isso???
    CHICO BUARQUE!!!

    ResponderExcluir
  3. Ahhhhhhh, eu adorei nossa convidete. Sugiro ao Rafa - que postou eu sei - pra que coloque o nome de Jéssica após os beijos dela, pois há pessoas que não observam os marcadores, ok?

    Então, depois de meter o bedelho no post alheio, vamos aos comentários: Fui EU quem escreveu este texto, né possível.
    Eu sou tudo isso de impaciente com as mesmas coisa que Jéssica é, só que sou mais mal-educada que a nossa convidete e não disfarço, assumo de imediata.
    EU não presto com gente que opta por ser burra, desorganizada, sofredora, dramática, que acha tudo difícil e que espera o outro fazer. Aiiiiiii, eu sinto "ímpio*" demais.

    Agora, o que você tem contra Sabrina e afins? Tá certo que a nossa linda guaranete de quarta lê outros livros - e dos bons - mas também lê Sabrina nas viagens, que é pra não pensar.
    Eu também já li muito - mas nunca comprei. (quero ver sangue "rolá" no guaraná por conta da sabri(ná). rá rá rá - nem sou má!!!

    *depois contextualizo o ímpio pra você viu Jéss? Senão vai achar que sou burrinha... e num sô, e num sô - sô uma veinha que gosta de aprender.

    ResponderExcluir
  4. O Rafa queria a frase de Jéssica, eu queria a imagem, inclusive...
    Amei sua presença aqui, e sim, virá muito mais vezes - acredite.
    beijocassssss, volto mais tarde, preciso ajustar uns babadinhos numa mono até 11 horas.

    ResponderExcluir
  5. Mas antes: o que não é gente burra que acha "velho" Chico, Caetano, Elis, João Gilberto, Nara... inda bem que minhas filhas adoram. A Nina tem um pé mais lá no samba e chorinho, mas os do bom. Já a Laurinha aprecia mais esses aí e agora "descobriu" secos e molhados e tá encantada. Sem contar que ouve Francis Hime, Tom Jobim e Miúcha também.

    Mas agora: quem é Rodriguinho do Travessos, aquele afrodescendente (sou uma pessoa politicamente correta e não quero ser presa) de cabelos loiros?
    hihihih
    Cada coisaa!

    ResponderExcluir
  6. Bom dia pessoas!! Bom dia Jéssica!!
    Nossa, seu texto ficou ótimo e em muitos pontos eu concordo com você: Concordo que tem muitas pessoas que se acomodam na vida e se contentam com pouco; outras que não conhecem muito de música e acabam por criticar o que não conhece, mas qto ao Rodriguinho eu discordo, ADORO ele! hahahahahahahahahahahaa brincadeira gente, melhor eu falar isso antes de ser escrachada do Guaraná. Não! Eu não gosto do tipo de música que ele canta. (rsrs)

    ResponderExcluir
  7. Mas no fundo acho que não sou tão "impaciente" com tudo isso que citou. Concordo sim, com tudo, mas não são coisas que me incomodam, sabe? Tipo assim: Eu gosto e procuro escutar, ler, saber o que é bom pra mim e se o outro não gosta, tudo bem! Deixa ele... rsrs

    ResponderExcluir
  8. pois discordo [um pouco] de você nesta parte do texto em que diz:

    "... Há quem justifique dizendo: “Coitado, não teve oportunidade”. Não concordo! Oportunidade é você quem faz acontecer..."

    Eu acho que tenho o coração muito mole e acredito que as experiências na infância e tudo que a pessoa teve como base influência na sua vida adulta, não justifica a falta de atitude, mas, pra mim, justifica a visão limitada da vida!
    Ou seja, pra mim grande parte do que somos é pq tivemos perto de nós, durante nossa vida, pessoas com visão ampla da vida, mas será que seríamos assim se tívessmos nascido em uma favela com pais analfabetos e sem R$ pra nada? Não tenho certeza disso, entende??

    E este jeito de olhar as coisas, seja ele correto ou não, me faz ser mais paciente!!!

    ResponderExcluir
  9. Mas em uma coisa nós somos muito parecidas, eu tbem tenho uma fome insaciável de aprender mais e mais sobre a vida!!!

    Bjão Guaranetes
    Bjos Jéssica

    ResponderExcluir
  10. Haline, olha só. Eu penso que a Jéssica está se referindo - me corrija Jéss, se eu tiver errada - àquelas pessoas de padrão e oportunidades como as que ela teve.
    No texto dela eu não pensei hora nenhuma que ela pudesse se referir aos pobres das favelas, aos que não tiveram pais e blablablá...

    Owwwwwww meninaaaa boazinha, acorda pra vida, sá!!!!! Parece que você ainda não teve a desventura de conviver com gente burra e que se faz de boba, que tem mas sempre acha pouco, que pode e não quer porque é mais fácil se queixar. Sorte a sua Haline, benza a Deus...
    É de ficar de joelhos em cima de milho ou feijão (sem ser cozidos.

    Beijossssss gerais...

    ResponderExcluir
  11. Eu que escolhi a imagem!
    Eu sou MÁ-RA!!!

    ResponderExcluir
  12. Eu também penso que a Jéssica quis dizer das pessoas que tiveram oportunidade e não aproveitaram, Haline.
    Tipo, gente preguiçosa, sabe!

    ResponderExcluir
  13. Jéssica... a convidete do dia5 de dezembro de 2008 10:15

    Bom dia!!! To gostando de ver os comentários aqui!!!!
    Rafa, como assim Chico não tem nada a dizer??? Realmente... "ouvir" e "escutar" são coisas distintas hehehe!

    Rosaninha achou que o texto é seu?? Pois então eu sou bem assim com gente que opta pela burrice. Não tenho nada contra Sabrina rs é otima para momentos "não pensantes" por isso que coloquei comparando com Fernando Pessoa hahha. Eu por acaso tb ja li. E o Rodriguinho afrodescendente aloirado sim!! rs.

    Ahh fala pra Laurinhaaaaaa que tambem gosto muito de secos e molhados!!

    ResponderExcluir
  14. Haline que boooom que gostou do texto e que também concordou em alguns pontos. Então quando me referi a gente que se diz sem oportunidade é aquela que tudo que acontece na vida ela usa como justificativa pra ficar encostada choramingando quando a vida da mil chances sabe? Eu também acho que pessoas que nascem com condição zero sem perspectiva de nada não conseguem se desenvolver como mereciam, mas ai infelizmente é uma questão de condição, não de escolha.

    ResponderExcluir
  15. Ah tá!!! Acho que tô lerda hoje (só hj gte, sem zoação!!) hahahaha

    Gastei um comentário atoa então!! Aiaiai, só pq não presta atenção Haline, viu no que dá??? rsrsrs
    Guaranetes, eu, Haline, admito que errei... kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  16. Nossa Sheila, ops! Jéssica, então concordo com tudo que vc disse no texto!!!

    hahahahaha

    "...A nova loooooira do tchan é liiinda, deixa ela entrar!..."

    tsc, tsc, tsc

    (Rafa quem começou com a história de loira do tchan, lembre-se disso antes de qquer comentário sobre!)

    ResponderExcluir
  17. Eu vou matar o Rafa... juro rs.
    Mas Haline, não éramos Roxanne e Velma do filme Chicago??? To ficando confusa não mas sabendo quem sou eu hahahaha.

    Agora vou trabalhar de verdade. Mas volto mais tarde aqui.

    ResponderExcluir
  18. e escrevendo trocado como sempre.
    **Ficando confusa e não sabendo mais**

    ResponderExcluir
  19. Gente, .. eu ainda não li os comentários .. aqui está tudo corrido ..

    MAS PRECISO DESABAFAR ...........
    .. que texto maravilhoso ..
    eu sou assim também
    "não tenho a menor paciência com gente que se faz de vitima pra que os outros sintam pena dela e não gosto de gente burra, limitada por opção" DETESTO ..
    .
    não guento mais ..


    Jéssica, vc é demais ..

    .. olha só .. tô agitadíssima hoje .. então se eu não falar coisa com coisa, não se preocupem, passa .. até uva passa .. hehehe


    AMO TUDO ISSO!♥!♥!

    ResponderExcluir

Sinta-se em casa. Sente-se conosco,tome um guaraná e comente o que você quiser e depois, aguente!!! hihihi