quinta-feira, 25 de maio de 2017

Esperanças de querer *

Tema: um álbum, um conto
Por: Rosana Tibúrcio (com participação especial de Terra dos Sonhos de Almir Sater)
 
CD que mais ouço na vida e que ganhei em 1999 de
Cristiane, minha ex-colega de banco

O Ganso - aquele sujeito que amei um dia e que chamo de ganso sim, pois é como ele merece ser chamado - fez um verdadeiro estrago na minha vida.
É necessário desabafar e tenho certeza que depois dessa catarse minha vida voltará nos eixos; tal qual mereço. Vou contar para vocês como tudo começou. E acabou. E por que acabou...
Mês de maio, no mês mais lindo da vida foi quando ele entendeu que me amava e disse com todas as letras que reproduzo: “você quer se casar comigo? mas saiba que é importante você me saber acolher como eu colho em você esperança de querer...”
Vida bela, vida foi só o que imaginei viver a partir daquela declaração. E disse sim, não apenas um sim, eu complementei: sim, pra sempre eu quero me deitar ao seu lado de noite e deixar que a paixão me domine.
Terra dos sonhos, foi tudo sonhei e quis para nós a partir desse maio. Como se não bastasse tamanha expectativa eu ainda ouvia dele, quase todos os dias: “Ninguém vai nos fazer mal”.
Jesus menino! Só que o tempo passou e, confesso, não estava preparada para o que ocorreu. Eu que pensava em sentir as mãos dele apenas em meu corpo descobri, do nada, outro lugar que lhe era preferido. Calma, vô contá!!
Na cumbuca, minhas gentes, ele colocou a mão da minha cumbuca, pegou todos os meus dinheiros, mexeu nos meus segredos, no meu passado. Não suportei e eis que...
Vaso quebrado prum lado, porta-retratos despedaçados por outro, discos arranhados... Ele que dizia “ninguém vai nos fazer mal” foi o causador do fim do nosso amor.
Na rasta do adeus vi que era mesmo hora de tocar a vida sem olhar pra trás... e hoje há apenas uma saudade daquilo que sonhei um dia... e a saudade, minhas gentes, a saudade maltrata...
A saudade é uma estrada longa que começa e não tem mais fim... porque sempre, sempre sentirei saudade, não do ganho, mas da terra dos sonhos que pensei viver um dia.

*O título do post e partes do texto em itálico são de “é necessário” a música de amor mais linda da vida...


Uma linda quinta-feira pra todos vocês, meus amores, pois nas quintas há sempre algo diferente no ar e hoje há uma confusão de frases que resultam apenas em: Te amo, Almir Sater, casa comigo? 

11 comentários:

  1. se eu amei a história? eu amei a história.
    Jesus menino é engraçado de colocar no meio né hahahahah

    Amey mto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu gargalhava muito enquanto escrevia. GANSO hahaha lembrei da comadre chamando o tõe de ganso.

      Excluir
  2. e, apesar de esse ter sido o primeiro amor por almir, eu realmente gosto mais de 7 sinais, como um todo
    ganso e rasta do adeus eu nem sei que musicas são

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ganso é instrumental, a que menos gosto, mas deixo passar. rasta do adeus é bacaninha.
      "Ter que ir embora todo mundo tem" acho muito maravilhoso!!!

      Excluir
    2. verdade... me recordo desse trecho sábio

      Excluir
  3. Eu ri do Jesus menino, mas a mão na cumbuca...
    haha
    MELHOR PARTE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha também ri da mão na cumbuca eu ri haha

      Excluir
  4. Ah não, gente! Preciso conhecer mais coisas dele!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. precisa. Sabe uma das coisas que mais gosto nele? Ele não grita pra cantar. Hora nenhuma. Muito provavelmente porque não tem "alcance na voz" (tá certo isso?). Se for o motivo. AMO!!!

      Excluir

Sinta-se em casa. Sente-se conosco,tome um guaraná e comente o que você quiser e depois, aguente!!! hihihi