terça-feira, 22 de outubro de 2013

Toda poesia

Tema: Top 5
Por Rafael Freitas

"A poesia de Paulo Leminski promove - com inteligência e sensibilidade - o encontro de muitos contrários: o rigor e a emoção, a erudição e a leveza, a vanguarda e o pop". Já dizia a contracapa do livro Toda poesia, edição que reúne pela primeira vez toda a poesia já publicada deste autor curitibano.

Gosto tanto! E aqui vão alguns dos meus preferidos:

1.
coração
PRA CIMA
escrito embaixo
FRÁGIL

 2.
acordei bemol
tudo estava sustenido

sol fazia
só não fazia sentido

3.
depois de muito meditar
resolvi editar
tudo o que o coração
me ditar

4.
amor, então
também acaba?
Não, que eu saiba.
O que eu sei
é que se transforma
numa matéria-prima
que a vida se encarrega
de transformar em raiva.
Ou em rima.

5. 
eu
tão isósceles
você
ângulo
hipóteses
sobre meu tesão

teses
sínteses
antíteses
vê bem onde pises
pode ser meu coração


(Este último sei de cor há muito tempo. Lembro de tê-lo visto pela primeira vez em uma agenda que tinha versos em todas as páginas.)



14 comentários:

  1. Fiz uma leve alteração na data e no horário, tá?
    rs

    ResponderExcluir
  2. Sou suspeito pra falar do Leminski porque gosto de muita coisa dele.

    ResponderExcluir
  3. olha , seu alterador de data e horário.

    ResponderExcluir
  4. Poesia.

    A banalização da poesia me fez tomar preguiça dela.

    Tinha tudo de Leminski, a maioria você mandou pra mim... e parei de ler por culpa do orkut.

    Orkut destruiu os poetas!!

    ResponderExcluir
  5. A vantagem do Leminski é que escreve curtinho... hehe

    ResponderExcluir
  6. Sobre quem declama poemas eu sempre penso que no meio ali há uma invenção de frases, palavras haha confio desconfiando do declamador.

    Mas me conte: posso confiar em você? Não inventa nada no meio dos poemas?

    ResponderExcluir
  7. E aí Laurinha o que achou do post do Rafa? ..
    ...

    amei o 2
    acordei bemol
    tudo estava sustenido

    sol fazia
    só não fazia sentido

    AMEI

    ResponderExcluir
  8. eu num gosto de poema... mas acho bonito quem goste.... confesso que nunca entendo o que o autor quer dizer ...

    ResponderExcluir
  9. tb não curto poesias poemas etc, só acróstico (?).

    ResponderExcluir
  10. mas... adoro essas palavras que parecem e fazem jogos e tal que nem teatro mágico e essas coisas aí do PAULINHO

    ResponderExcluir

Sinta-se em casa. Sente-se conosco,tome um guaraná e comente o que você quiser e depois, aguente!!! hihihi