quinta-feira, 24 de maio de 2012

Dessa terra de ninguém


Tema: Livre
Por: Rosana Tibúrcio
Daqui
A internet é uma das melhores invenções do mundo, a meu ver, ela e suas ramificações. Sobretudo as redes sociais. Gosto muito. Bastante, eu diria. Tanto que estou aqui em plena semana de abandono guaranístico tentando segurar este blog sozinha. Sim, lavo roupa em casa!

Mas voltando às redes sociais.
Conheci a primeira delas em 1999: as famosas salas de bate-papo. E em meio às conversas divertidas que eu mantinha com meus amigos virtuais eu me deparava com uma série de discussões, muitas delas travadas por esses mesmos amigos - só muito depois, fui saber - travestidos de outros nicks. 
Eu sempre usei meu nome nessa rede. Todos sabiam quem era eu. Quando usava outro nick era por justa causa: um namorico ou para pegar namorado mentiroso noutras salas. Ahhh! Eu adorei me passar por Lúcia, a espiã, confesso. Nem sei mais se salas de bate-papo existem, Já não me interessam mais, pois foi nelas que descobri o engodo virtual. E real. Passo.

Detesto msn ou qualquer outra rede de conversa particular em tempo real. DETESTO!!! Tenho msn por ter e só entro a pedido de filhas ou de clientes. Passo.

Atualmente, lido com os blogs da vida, o twitter e o facebook. Gosto de todos os três. Muito. E adorava o orkut, sabem? Bastante. As comunidades, então, eu amava. Mas o orkut "mórreu".

E nessas três redes sociais que frequento, tenho percebido, a cada dia mais, que as pessoas, em vez de aprenderem, estão perdidas com tamanha liberdade e, em meio a essa, ainda, novidade (aqui eu posso tudo), massacram aquilo que o ser humano tem de melhor e que deveriam alimentar, cotidianamente: a delicadeza, a caridade, a compreensão, a compaixão, sobretudo, a compaixão. Mas não é isso que acontece.
Em meio a qualquer sofrimento ou deslize alheio, e não só por isso, todo mundo vira juiz e crítico do outro. É duma maldade absurda. Tudo, tudo é motivo de crítica e zombaria. Sem dó nem piedade! Não quero me pousar de santa, mas posso garantir que passo longe desse ambiente de trevas onde vivem essas pessoas que se intitulam donos da verdade e juízes da vida alheia.

A última história que me chocou e ainda me choca refere-se à Xuxa e seu depoimento. Todo mundo se acha no direito de julgá-la. Eu fico chocada e na minha cabeça passa uma série de perguntas: você já foi violentado algum dia? Sabe o que é isso na carne? Sabe o porquê dela ter tocado nesse assunto só agora? Não sabe? Então cale sua boca!!!! Porque, olha, "nada é fácil de entender", como dizia Renato Russo, em se tratando de dor alheia. Vamos combinar.
O fato de Xuxa ter ido em rede nacional, num dos programas de maior visibilidade do País, mas com pouca audiência, não inviabiliza a dor dela, nem sua coragem. Quer discutir métodos de audiência? Não passe desse campo, então; não violente, ainda mais, uma pessoa que disse que sofreu. Por que não acreditar nela? Quem é você?
Acontece que tudo, tudo parece ser motivo de debate. Debate pro mal. E olha, não sei lidar!!!!

Ainda bem que no nosso blog não permitimos esse comportamento, essa zoação nos comentários. A única vez que isso aconteceu nós apagamos todos eles. E olha que eram comentários de gentes queridas por nós. Deram uma surtada besta. Não vingou!!!
Aqui, nós, os guaranetes e os convidetes, só zoamos de nós mesmos. E muito. É "viadagem", é o rEdícula, é a chata, é um monte de "carinho" que trocamos. Carinho de jeito atravessado, meio às avessas, brincalhão, mas é carinho. Nós nos amamos e não somos impiedosos, nem conosco, nem com os outros.

Por esse amor e por acreditar que um dia essas pessoas vão cair na real é que continuo a frequentar essa terra de ninguém. E, até que tomem jeito, delimito meu espaço nas redes sociais que frequento, não permito ser invadida, tento não ser.
Até que tomem jeito, cantamos aqui no Guaraná a mesma canção:   "... Ninguém sabe o que aconteceu. Ela se jogou da janela do quinto andar. Nada é fácil de entender (...) É preciso amar, as pessoas como se não houvesse amanhã.."
No mais, é correr pro abraço, virtual... ou não.

Adendo: recomendo este artigo aqui: perfeito, até mudei minha opinião sobre o fato de que ela não foi bem dirigida.


Uma linda quinta-feira pra todos vocês, meus amores, pois nas quintas há sempre algo diferente no ar e hoje há um desabafo e um sonho: que as pessoas tivessem mais compaixão com o sofrimento alheio. 





19 comentários:

  1. Duas coisa têm me incomodado bastante e parecem fora do controle. Parece também um paradoxo, essas duas coisas que vou citar: o "politicamente correto" e "essa terra de ninguém".

    Não é paradoxo. Nada que beira o fanatismo me conquista. Nem pro aparente bem nem pro mal.

    ResponderExcluir
  2. [acho que o tema era politicamente correto?]

    ResponderExcluir
  3. nunca imaginei rosana citando renato russo.

    ResponderExcluir
  4. Sobre o post, sobre a xuxa e sobre o que as pessoas maldosas pensaram a respeito do depoimento dela, só tenho uma coisa a mostrar: isso aqui.

    ResponderExcluir
  5. Politicamente correto não é o meu tema, até porque detesto isso, senhorita LaUa.
    Eu falo de compaixão, de se colocar no lugar do outro.

    ResponderExcluir
  6. Por que não me imaginar citando Renato Russo. Gosto dele.

    ResponderExcluir
  7. Taffa, usei essa imagem no facebook e fiz um post sobre isso lá, também.

    Né? Resultado positivo teve.

    ResponderExcluir
  8. Ninguém fala nada no começo da semana, mas aí ela chega e fala TUDO!

    ResponderExcluir
  9. Concordo em GÊNERO E NÚMURO IGUAL!

    ResponderExcluir
  10. Aqui, nós, os guaranetes e os convidetes, só zoamos de nós mesmos. E muito. É "viadagem", é o rEdícula, é a chata, é um monte de "carinho" que trocamos. Carinho de jeito atravessado, meio às avessas, brincalhão, mas é carinho. Nós nos amamos e não somos impiedosos, nem conosco, nem com os outros.



    Nem precisa comentar sobre, né?! Mas eu tinha que destacar esse trecho!

    ResponderExcluir
  11. na mamis, na tabela de temas, acho que tá na época do Politicamente correto.

    ResponderExcluir
  12. concordo, achei lindo, adorei. Pronto.

    ResponderExcluir
  13. Adoro vocês todos que me admiram, me amam e veem na minha casa.

    Eu gostiiooo muitio de vocês e de dinheiros... hehehehe

    ResponderExcluir
  14. Adorei mesmo foi ver a Jéss aqui. Desculpem, amores, mas ela é essencial.

    ResponderExcluir
  15. Laurinha me chamando de politicamente correta. não sei se gosto.

    ResponderExcluir
  16. Meu filhote Rafa destacando fragmentos do meu post eu vou confessar que quase explodi.

    ResponderExcluir
  17. Ceis leram bem né? ESSENCIAL! AI que delicia! Mais delicia ainda sou eu escrevendo pela terceira vez o comentário porque esta dando erro kkkk.

    Rosaninha mora bem aquiii ó: no meu s2

    ResponderExcluir

Sinta-se em casa. Sente-se conosco,tome um guaraná e comente o que você quiser e depois, aguente!!! hihihi