segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Amo mesmo.

Tema: Carta para alguém que amo
Por Laura Reis


Ei você, como é que tá?
Estamos muito distantes ultimamente. Se há um tempo eu sabia até o que você tinha comido no lanche da madrugada, hoje eu não sei nem mais se você ainda está namorando.

Por muito tempo da nossa vida, praticamente a metade dela, ou ainda, a época mais marcante, passamos juntas. Não apenas juntas de corpo presente, mas de coração e sintonia também.

Essa sintonia nunca nos faltou, sempre conversamos sobre tudo, tiramos dúvidas idiotas, contamos casos bestas e até criamos códigos para conversar perto da sua família e ninguém saber do que se tratava.

Houve um tempo em que dormíamos uma na casa da outra, diariamente. Acordávamos juntas e íamos ao colégio e passávamos a aula inteira conversando por bilhetes que se prolongavam e no fim do dia eram três folhas de fichário cheias de diálogos. Depois, íamos cada uma pra sua respectiva casa e quatro ligações, durante a tarde e a noite, era a média diária.

Fazíamos listas de ficantes, listas de compras e listas do que colocar na mala pras viagens que também fizemos juntas.

Muitas pessoas passaram por nós, entre nós e muitas foram nossas companhias, mas nunca tal como éramos uma com a outra. Era indiscutível a ligação visível que existia.

E agora, faz muito tempo que não fazemos ligações, dessas literais, com telefones mesmo, as últimas duraram menos de dez minutos ou porque alguém está num lugar cheio e barulhento ou porque não há tempo pra falar com a quantidade de compromissos. São mil motivos e as ligações de anos atrás parecem lenda e fantasia.

Confesso que nem sempre sinto sua falta. Ultimamente tem sido assim com quase tudo e todos que já passaram por mim. Tenho estado com a cabeça bastante cheia com a faculdade, o trabalho e algumas preocupações que todo mundo tem na vida e não tem me sobrado tempo pra lamentar a sua falta e a distância que tem nos separado e se tornado mais do que física.

Mas acontece que nessa última semana me caiu a ficha de que nunca mais terei ninguém igual a você comigo. Ninguém ainda conseguiu me mostrar uma pontinha de algum futuro, que eu possa olhar pra trás e admitir que esteja enganada e que pode existir amizade igual a que tivemos.

E, assim, me bateu um desespero bem grande e um nó indestrutível na garganta e uma dor interminável no peito ao pensar que tenho estado tão sem companhias verdadeiras, tão sem amizades sinceras e pessoas que valham a pena do meu lado. Não apenas tenho olhado pro agora, aliás, muito pelo contrário, estive analisando muito mais o que já passou e a quantidade de sorriso que já dei e de felicidade que já esteve presente na minha vida quando pensava em amigos e colegas. E você, amiga, fazia parte disso.

Espero de coração, que não fiquemos assim por muito mais tempo ou, não sendo possível, que a cada vez que nos revermos eu possa confirmar que você foi e sempre será a minha melhor amiga.

Amo você. Amo mesmo.

17 comentários:

  1. Eu sinto falta dela também.
    Cuti cuti.
    Cadê aquela foto linda? A mais linda de todas?

    ResponderExcluir
  2. Nem sabia que esse era o tema da semana, ando tão Paulinha...oppps, relapsa. hauahauhaushs
    Eu perco a amiga, mas não perco a piada.

    ResponderExcluir
  3. Esta semana eu tô mais pra escrever carta pra inimigo que pra amigo.

    ResponderExcluir
  4. Bom... Espero que seja quem estou pensando!

    haha

    ResponderExcluir
  5. E pensar que a vida é cheia desses encontros e desencontros...

    ResponderExcluir
  6. Ihhh, já vi que amanhã teremos uma carta daquelas... com coraçãozinho e tudo mais... hauahauhssh

    ResponderExcluir
  7. A Paulinha me mandou um e-mail e eu falando que ela é relapsa, vejam vocês.
    Arrumar mudança, e pra Sampa, né fácil não... e você é tudo, viu?

    Moro da capital das capitais.. iurúúú

    ResponderExcluir
  8. Nossa, que carta mais guti, guti, fofis, fofis..

    Eu gostaria de ter recebido algo assim...

    lembrei da música:
    mande noticas do lado de la, diz quem fica, me de um abraço venha me apertar to chegando..

    coisa que gosto é poder partir sem ter planos, melhor ainda é poder voltar quando quer..

    todos os dias é esse vai e vem a vida se repete na estação, tem gente que chega pra ficar, tem gente que vai sem voltar.. tem gente a sorrir e a chorar..

    hahahahahahhahahahahaha

    se esta errado, digamos que eu faça adapatações

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. é impressão minha ou a Rosana esta falando mla de mim!!!

    Rafa esta com depressão de segunda-feira....

    ResponderExcluir
  11. o tema da semana não era livre????

    eu quero que alguem pesquise isso!! hahahahahhahahahahahahahah

    ResponderExcluir
  12. cartinha mais lindinha.
    .
    saudade dela também.
    muito tempo que não a encontro ..
    .
    nos falamos de vez em quando pelo msn.
    .

    ResponderExcluir
  13. minha carta ficou tão Rafa ...
    .
    acho que vou fazer uma meio Laurinha ...
    .
    tô pensando ainda.
    .

    ResponderExcluir
  14. minha cliente tá chegando .. volto depois das 23h .. beijocas

    ResponderExcluir

Sinta-se em casa. Sente-se conosco,tome um guaraná e comente o que você quiser e depois, aguente!!! hihihi