terça-feira, 18 de novembro de 2014

Florir, compartilhar

Tema livre
Por Rafael Freitas

Uma canção de amor, suave e singela. Quem não gosta?




Florir - Elder Costa*

Enquanto eu vi a lua mergulhar na aurora em que eu estava a te esperar
O orvalho inundou o sorriso de cores e perfumes deste altar.
Que é primavera!
Que inicia o beija-flor na arte mais doce de encontrar o néctar.
E eu sempre soube que pra eu me banhar tanto faz o azul do céu ou do mar...

A paixão nos prendeu de tal maneira e a fera que andava afoita pelos campos achou de vir morar nos corações...
Que seja agora o florir da nossa história!
Mesmo que ninguém nos veja num beijo terno atrás da igreja,
Sempre que eu viver eu vou te amar.


Elder Costa é um compositor de Pouso Alegre, super talentoso, e amigo do Cantus Quatro. Cantamos uma composição sua no nosso Cd, inclusive. Florir, nesta interpretação do grupo Toque de Midas, do qual Elder fazia parte, tem a participação do Milton Nascimento.


[Tendo sentido uma tendência ao drama hoje, preferi evitar pequenas crônicas românticas e outras histórias. Um post sem drama até que vai. Mas sem romance, aí já não consigo... rs)

2 comentários:

  1. Música: a cura para a labirintite textual!
    rs

    ResponderExcluir
  2. Pessoas românticas: a gente vê por aqui.

    Cantus Quatro é muito amô

    ResponderExcluir

Sinta-se em casa. Sente-se conosco,tome um guaraná e comente o que você quiser e depois, aguente!!! hihihi