quinta-feira, 30 de junho de 2016

Porque sim

Tema: do meu jeito
Por: Rosana Tibúrcio

Pra começar, não sou resumida. Post ficou grande? Desculpaêê... é o que tem pra hoje. Mááá, por outro lado, sou muito boUUUa pra resumos da senzala intelectual.  Ahhhh, eu sou!!!

Só vale deixar na pia antes de dormir, sem lavar, a caneca de chá e, juro, não quis rimar. Não sei deitar pra dormir, só vou porque deu sono. Durmo sempre de lado com o ouvido surdinho pra cima porque não sou obrigada a nada. Não durmo nem acordo sem olhar as horas. No meio da noite se acordo pra ir ao banheiro, olho as horas, escovo os dentes, passo creme nas mãos e protetor labial. Não acordo dando bom dia para o sol, nem tampouco de mau humor.

As frutas que vou comer na volta do dia, depois de cortadinhas, coloco em ordem na geladeira, da esquerda para a direita: melão, mamão, laranja; se houver outras, elas ficam depois da laranja.

Tenho pratos mais finos e mais grossos, do mesmo “estilo e cor”, quase do mesmo tamanho e só vale guardar na ordem; reorganizo quando não sou eu que guardo e só depois pego o que quero usar: sempre o mais fino. Os usados no dia são sempre guardados no final da pilha.

Quase nunca consigo fazer uma só coisa. Converso ao telefone andando, desenhando uma casinha no papel ou jogando diamond dash. Almoço vendo tv ou snap. Leio no banheiro. Trabalho ouvindo música. Converso arrancando cabelo, batendo os dedos na mesa ou balançando os pés, mas tudo bem discretinho hahaha ou não.

Lavo as mãos antes e depois de ir ao banheiro e nos banheiros públicos o depois sempre é depois de abrir a porta porque não sou obrigada. Lavo as mãos depois que cumprimento certos homens porque tenho nojo de mão de homem que não conheço. Não consigo tomar banho sem escovar os dentes e, muito menos, com os pés no chão. 

Recomeço meu trabalho salvando o documento do dia anterior com a data do dia atual e no final do expediente mando a última atualização para um e-mail dossiê que, se brincar, nem eu mais sei a senha; mas me sinto segura. Quando escrevo num papel é sempre rascunho e se tento passar a limpo vira rascunho do rascunho e pronto, desisto... tá bom com tá.

Tenho olhar seletivo para o português: não reparo e não me incomoda encontrar algo escrito erradinho em redes sociais ou vindo de quem tem pouco estudo, mas meu olho tem imã para o que gente metida a besta, dotô disso ou aquilo, escreve errado. 

Não procuro nada na minha bolsa porque sei, exatamente, onde cada coisa está e não consigo entender quem tem bolsa puteiro de galinha. Tenho ordem pra livros, lápis, objetos, roupas, arquivos, tudo. Eu não perco coisas!!!!!


Uma linda quinta-feira pra todos vocês, meus amores, pois nas quintas há sempre algo diferente no ar e hoje tem textão sim, e se reclamar vai ter mais porqueeeee porque sim!!!


7 comentários:

  1. Acabei de ganhar pratos novos de Laurinha. Ainda não sei como vou guardá-los, muito provavelmente será do meu jeito. AGUARDEMOS!!!

    ResponderExcluir
  2. Tenho bolsa puteiro de galinha.

    ResponderExcluir
  3. e é uma querida, Helô... isso é o que importa!!!

    ResponderExcluir
  4. E olha que o post poderia ficar ainda maior!
    haha

    ResponderExcluir
  5. Outro possível título: Porque não sou obrigada a nada
    adoro!

    ResponderExcluir
  6. A pessoa escova os dentes flutuando hahahaha isso ficou claro .. é doida mesmo.

    E essa pessoa está mais para virgem que para escorpião hahahah

    Essa pessoa .. é a MINHA MÃE

    ResponderExcluir

Sinta-se em casa. Sente-se conosco,tome um guaraná e comente o que você quiser e depois, aguente!!! hihihi